Publicidade

Mercedes Classe B ganha imagem mais desportiva


Data: 2 de Outubro, 2018

Da um visual mais “quadradão” ao estilo monovolume, o Mercedes Classe B evoluiu para a postura atlética de um Sports Tourer desportivo. Além disso, beneficia dos apetrechos de dois dos modelos mais emblemáticos da casa germânica, o Classe A e o Classe S.

Anunciado pela Mercedes para o Salão de Paris, foi agora desvendado o novo Mercedes Classe B. E se nas dimensões não existem diferenças expressivas em relação à geração anterior, na imagem encontramos alterações significativas. O mesmo se pode dizer em relação às tecnologias, onde o recurso ao infotainment do Classe A e às assistências de segurança do Classe S prometem ser trunfos para convencer os clientes. Em termos de motores, surgem três diesel e dois gasolina na oferta deste modelo, que chega ao mercado no final de 2018.

Estilo mais desportivo

Em termos visuais, encontramos alterações significativas no Mercedes Classe B, com uma imagem mais dinâmica e desportiva. Um dos segredos passou pelo aumento da distância entre eixos, em combinação com projeções curtas na dianteira e retaguarda desde modelo que recebe jantes entre 16” e 19”. Também o perfil das óticas com assinatura LED (em opção pode-se recorrer a esta tecnologia para toda a iluminação) vem contribuir para esse estilo mais apelativo desde Sports Tourer.

 

A bordo merece desde logo referência a geometria melhorada dos bancos, colocados 50mm mais elevados que no Classe A. Esta situação ajuda a obter uma melhor posição de condução, onde a visibilidade da estrada sai reforçada. No habitáculo encontramos várias similaridades com o mais compacto dos Mercedes, tanto no design como nas soluções para visualização das informações, com recurso a ecrãs digitais. E, falando desta área, destaque para o sistema de realidade aumentada disponível no MBUX, reforçando ainda mais o caráter intuitivo da utilização. E, falando de tecnologias, há que referir também os diversos apoios trazidos do Classe S, onde se destacam os assistentes de travagem de emergência, mudança de faixa e controlo de distância Distronic.

 

A modularidade promete ser outro ponto forte do Mercedes Classe B, especialmente no que se refere à segunda fila de bancos e à bagageira. Isto porque ao poder mover os lugares posteriores em 14cm, é possível alterar a dimensão do compartimento de carga entre os 455l e 705l. E, após rebater os bancos na relação 40:20:40, o tamanho máximo sobe para os 1540l.

 

Motores do novo Mercedes Classe B

Existem cinco propulsores à escolha, numa oferta que contempla três Diesel e dois gasolina. Na primeira secção  encontramos o 1.5l OM608, já conhecido do Classe A, que debita 116cv, em conjunto com o OM654 de dois litros nos níveis de potência de 150cv e 190cv. Para quem opte pelos gasolina, terá de decidir se prefere o motor de quatro cilindros e 1,33l M282 a debitar 135cv ou 163cv (apenas o mais potentes está confirmado para solo nacional [18/12/2018]). No momento de lançamento, o Mercedes Classe B deve surgir apenas com caixas automáticas com dupla embraiagem, de sete velocidades nos motores mais pequenos e oito relações para os blocos de dois litros.

 

Notícia atualizada a 18/12/2018