Mercedes aposta nos diesel híbridos de Plug-In

Texto: Nuno Fatela
Data: 10 Março, 2018

Os Mercedes Classe C híbrido diesel e Classe E híbrido diesel, ambos Plug-In, são apresentados pela marca no Salão de Genebra.

Consumos e emissões de CO2 extremamente baixos e ainda a possibilidade de percorrer parte dos trajetos em modo 100% elétrico é a combinação que a marca da estrela está a destacar no Salão de Genebra. Os protagonistas desta aposta são os novos Mercedes Classe C híbrido diesel e Classe E híbrido diesel, que combinam motores de quatro cilindros a gasóleo com a terceira geração do sistema Plug-In do fabricante germânico. Após esta primeira aparição pública, os dois modelos vão chegar ao mercado no segundo semestre, quando estiver a terminar o Verão.

 

Motorização

O número de 2,1L/100km, relativo aos consumos combinados, é o que mais se destaca nestas duas novas propostas, que oferecem a possibilidade de aliar ao novo motor OM654 os 120cv e os 440Nm do propulsor elétrico (a potência e binário combinados ainda não foram revelados). Algo que, através da bateria de 13,5kWh, garante a possibilidade de conduzir até 50km em modo de emissõs 0. A marca destaca também a duplicação da relação de carga do carregador de bordo para 7,2kW, que permite demorar apenas 2H a colocar a capacidade das baterias a 100% com a wallbox, enquanto na opção por uma tomada doméstica são anunciadas sete horas para este processo. Os novos Mercedes Classe C híbrido diesel e Classe E recorrem a uma transmissão automática 9G-Tronic, que o fabricante germânico afirma ajudar a proporcionar uma experiência sem emissões poluentes com as habituais características dos veículos da marca.


Descubra também o potente Mercedes-AMG GT de quatro portas, a maior novidade da Mercedes para o Salão de Genebra


Os novos híbridos diesel de Plug-In conseguem atingir um binário máximo 700Nm, disponíveis logo às 1400RPM, para uma”experiência de condução superlativa”, afirma a Mercedes. Mas, além destes dois modelos revelados no Salão de Genebra, a marca recordou também o seu porta-estandarte nesta tecnologia, o S560e que estreou os novos sistemas eletrónicos de gestão de energia mais eficientes nesta terceira geração do sistema híbrido. Isto permite extrair o máximo potencial de uma motorização que combina um V6 gasolina com 367cv e o “assistente” elétrico com 122cv.

 

Potenciar as vantagens híbridas

A marca destacou também o seu EcoAssist, que controla a sobreposição dos dois sistemas motrizes e oferece recomendações ao comportamento do condutor de acordo com o perfil das rotas, limites de velocidade e distância ao veículo que segue em frente. Além de ajudar a utilizar a função “à vela”, também indica quais os momentos mais indicados para retirar o pé do acelerador, por exemplo quando se está a chegar a um novo limite de velocidade. Potenciar as situações para recarregamento das baterias é outro dos focos do EcoAssist dos novos Mercedes Classe C híbrido diesel e Classe E híbrido diesel.


O Mercedes Classe C foi renovado e deu a conhecer os novos atributos no evento helvético. Descubra o que mudou neste artigo


Estão contemplados quatro modos de condução nestes modelos. Os dois principais são o Hybrid (para combinar os dois motores naturalmente) e Eletric (para a condução sem emissões poluentes). Juntam-se ainda os E-Save, para reservar a carga das baterias de forma a utilizá-la num momento posterior, e Charge, para aumentar a carga destes componentes de armazenamento de eletricidade durante as viagens.

Nova Wallbox

Foi também desvendado um novo sistema de carregamento com recurso a Wallbox da Mercedes. Alcançando uma potência de 22kW, é apresentada como “a estação doméstica de carga mais potente que nunca”, a que junta a possibilidade de controlar diversas funções com recurso ao smartphone. Estas capacidades são o controlo de carga, gestão do utilizador e vista geral de consumos. Disponível a partir do próximo Verão, esta wallbox pode ser encontrada em três modalidades distintas, pois à mais básica juntam-se as versões Advanced (com ligação à internet) e Twin (para carregar dois veículos em simultâneo). Esta última chegará apenas num momento posterior.

 

As duas opções mais avançadas contam ainda com um novo sistema de controlo de acesso por rádiofrequência designado RFID (Radio Frequence Identification). Esta é uma solução especialmente interessante para o mundo empresarial, pois permite saber qual o automóvel que está a utilizar este ponto de carga em cada momento. Além disso, contempla a partilha inteligente, num máximo de 14 Wallbox, evitando gastos avultados para a transformação das ligações no local onde o sistema é instalado.