Publicidade

Com 816 cv e 1420 Nm. Eis o Mercedes-AMG SL mais potente de sempre!

Texto: Francisco Cruz
Data: 17 de Dezembro, 2023

A Mercedes-Benz acaba de dar a conhecer o SL mais potente de sempre, de nome Mercedes-AMG SL 63 S E Performance. Um cabriolet desportivo com 812 cv de potência e 1420 Nm de binário, capaz de atingir os 100 km/h em apenas 2,9s, relativamente ao qual só fica por saber quando, e com que preço, chegará ao mercado.

Partindo do já bem conhecido V8 4.0 biturbo que há muito se destaca em várias propostas da divisão de performance da Mercedes-Benz, a AMG, o Mercedes-AMG SL 63 S E Performance acresce ao bloco de combustão, a atuar sobre o eixo dianteiro, a inovadora AMG Electric Drive Unit.

Mercedes-AMG SL 63 S E Performance
Mercedes-AMG SL 63 S E Performance

Atuando sobre o eixo traseiro, a componente elétrica do novo descapotável desportivo alemão vem adicionar 204 cv aos 612 cv propostos pelo bloco a gasolina, ajudando, assim, a garantir uma potência máxima combinada de 812 cv, a somar a um binário máximo fixado nos 1420 Nm e disponível praticamente desde o arranque.

LEIA TAMBÉM
Mercedes-AMG SL43 recebe motor de quatro cilindros com turbo elétrico

Apoiado igualmente numa caixa automática AMG Speedshift MCT 9G, além de um sistema de tracção integral AMG Performance 4MATIC+, suspensão AMG Active Ride Control com controlo semi-activo do rolamento da carroçaria e eixo traseiro direccional, o SL 63 S E Performance consegue, assim, não somente acelerar dos 0 aos 100 km/h em tão-só 2,9s, como também atingir uma velocidade máxima de 317 km/h. E, tudo isto, com a promessa de um consumo combinado de gasolina na ordem dos 7,7 l/100 km, emissões de 175 g/km, além de um consumo de energia fixado nos 11,5 kWh/100 km.

Aliás e ainda sobre as capacidades elétricas deste cabriolet, destaque para um sistema de 400V derivado do utilizado pelos carros da escuderia Mercedes no Mundial de F1 e que tem por base uma bateria de alta performance com 6,1 kWh de capacidade, a garantir uma autonomia elétrica que não vai além dos 13 quilómetros, ainda que prometendo energia em todas as situações.

Mercedes-AMG SL 63 S E Performance

Desta forma, garantia, da parte do sistema elétrico, de potência acrescida em qualquer um dos oito modos de condução (Electric, Battery Hold, Comfort, Smoothness, Sport, Sport+, RACE e o configurável Individual) disponibilizados com o AMG Dynamic Select e que fazem parte do equipamento de série deste SL 63 S E Performance.

Finalmente e embora permitindo o carregamento externo, graças à presença a bordo de um carregador de 3,7 kW, em postos públicos ou através de wallbox e até mesmo tomadas domésticas, o Mercedes-AMG SL 63 S E Performance dispõe, ainda, de um sistema de recuperação de energia, também ele importado da F1 e capaz de recuperar até 100 kW, cujo nível de intensidade pode ser regulado segundo um de quatro níveis. Sendo que, disponível, está também a função one-pedal.

Com a missão de imobilizar o SL, um sistema de travagem com discos em composto de cerâmica e pinças em bronze (seis pistões à frente, um pistão atrás), sendo que os discos são, inclusivamente, maiores que na versão exclusivamente a combustão, com 420 mm à frente e 380 mm atrás. 

Aerodinâmica ativa e estética a condizer

A complementar todas estas mais-valias técnicas, uma série de soluções aerodinâmicas activas, das quais fazem parte o perfil dianteiro em carbono que reage aos programas de condução, crescendo automaticamente para baixo em cerca de 40 milímetros como forma de criar ao chamado efeito Venturi que empurra o carro para o alcatrão, além do spoiler traseiro extensível integrado na tampa do porta-malas e que muda de posição consoante as condições de condução – velocidade, aceleração longitudinal e lateral, e velocidade de mudança de direcção.

A contribuir, igualmente, para uma estética particularmente identificadora, não apenas os emblemas ‘E Performance’ nos pára-lamas dianteiros, mas também as jantes AMG específicas de 20” com pneus 265/40 à frente e 295/35 atrás, as quais podem ganhar a companhia de muitos pormenores tradicionalmente disponibilizados através do programa de personalização Manufaktur.

Mercedes-AMG SL 63 S E Performance
Mercedes-AMG SL 63 S E Performance

Já no habitáculo, a aposta num ambiente não apenas desportivo, mas também de elevado conforto, acrescido de um cockpit focado no condutor e um conceito interior 2+2 lugares que a Mercedes garante oferecer bastante espaço. Sendo tudo isto acompanhado de bancos desportivos AMG com ajuste elétrico e três programas de massagem, além de revestidos por couro Nappa monocromático ou bicolor, o qual também pode dar lugar à solução Manufaktur, no mesmo material, mas com pespontos tipo diamante.

Para quando? Há que esperar…

Apresentado o mais potente e inovador SL de todos os tempos, por conhecer fica, apenas, a data de lançamento deste Mercedes-AMG SL 63 S E Performance no mercado, assim como o preço de entrada com que será comercializado. 

Mercedes-AMG SL 63 S E Performance
Mercedes-AMG SL 63 S E Performance