Publicidade

Mercedes-AMG GLC recebe motores de 2,0 litros com potência até 680 cv

Texto: Carlos Moura
Data: 20 de Julho, 2023

O Mercedes-AMG GLC pode ter perdido os blocos V6 e V8, mas os novos motores de quatro cilindros de 2,0 litros com tecnologia da Fórmula 1 são ainda mais potentes, garantindo melhores prestações e mais prazer de condução a este SUV desportivo.   

A Mercedes-AMG continua com a ofensiva dos motores de quatro cilindros de 2,0 litros que passam a estar disponíveis no SUV GLC, em substituição dos anteriores blocos V6 e V8 que estavam presentes nos modelos 43 e 63.

Isso, porém, não significa que as prestações das novas propostas sejam inferiores às anteriores porque, na verdade, os novos GLC43 4MATIC e GLC 63 S E Performance passam a ser a duas versões mais potentes de sempre desta gama, graças à assistência elétrica ao turbocompressor.

O GLC43 4MATIC continua a ser a “versão de entrada” dos modelos AMG, combinando um motor turbo de 2,0 litros com um com assistência elétrica ao turbocompressor, que desenvolve uma potência de 421 cv,  e um motor de arranque / alternador que disponibiliza uma potência suplementar de 14 cv. 

Mercedes-AMG GLC 43 4MATIC

Para  experiência de condução dinâmica do GLC43 4MATIC contribui igualmente o eixo traseiro direcional, a tração integral permanente AMG Performance 4MATIC com distribuição do binário tendencialmente ao eixo traseiro, a caixa de velocidades AMG Speedshift MCT 9G com embraiagem de arranque viscosa e a suspensão AMG Ride Control com Sistema de Amortecimento Adaptativo.

O GLC 43 4MATIC acelera dos 0 aos 100 km/h em 4.8 segundos, estando a velocidade máxima limitada eletronicamente a 250 km/h.

GLC 63 S E Perfomance com 680 cv

A gama inclui igualmente a versão GLC 63 S E Performance que associa o motor AMG turbo de 2,0 litros com uma unidade de propulsão elétrica (EDU) no eixo traseiro para proporcionar a combinação de uma experiência de condução emocionante aliada com uma elevada eficiência. 

Além da aceleração imediata claramente percetível, a configuração híbrida independente também assegura uma distribuição equilibrada  do peso – que beneficia a dinâmica de condução e o comportamento em igual medida. A resposta imediata do motor elétrico no eixo traseiro e a rapidez de desenvolvimento de binário e de fornecimento de potência são características muito especiais.

Em função do modo da transmissão e das condições de condução, o motor elétrico aumenta a potência e o binário totais de acordo com a situação, proporcionando desta forma uma experiência de condução particularmente confortável ou desportiva. 

Mercedes-AMG GLC 63 S E Performance

O Mercedes-AMG GLC 63 S E Performance também pode ser conduzido em modo totalmente elétrico. A cadeia cinemática elétrica e a bateria de elevado desempenho de 400 V são desenvolvimentos internos exclusivos da AMG. 

À semelhança da Formula 1, a bateria foi projetada especificamente para um rápido fornecimento de energia com um inovador arrefecimento direto das células. A potência do sistema combinado é de 680 cv e o binário máximo de 1020 Nm. A aceleração dos 0 aos 100 km/h é realizada em apenas 3.5 segundos e a velocidade máxima está limitada eletronicamente a 275 km/h.

Esta versão conta ainda com tração integral AMG Performance 4MATIC+ totalmente variável e um eixo traseiro direcional de série, que combina agilidade e estabilidade.

Detalhes específicos AMG

Os novos Mercedes-AMG GLC receberam vários detalhes específicos da AMG no exterior e no interior para sublinhar o caráter dinâmico e de elevada qualidade.

O design exterior conta com a grelha do radiador específica da AMG com lamelas verticais, assim como o para-choques dianteiro AMG com flicks aerodinâmicos, entradas de ar desportivas e elemento de acabamento em cromado.

LEIA TAMBÉM
Sem perder o Diesel e com PHEV. Mercedes apresenta o novo GLC Coupé

Os flicks aerodinâmicos, as entradas de ar de grandes dimensões e os defletores de ar direcionam o ar especificamente para as várias funções. Os painéis de proteção das embaladeiras laterais, o para-choques traseiro com difusor simulado (GLC 43) ou a placa adicional do difusor (GLC 63 S) e os revestimentos das duas duplas ponteiras de escape (redondos no GLC 43, trapezoidais no GLC 63 S) completam o design.

Passando ao interior destaque para os bancos AMG em pele sintética ARTICO/microfibra MICROCUT AMG com grafismos e estofos distintos acrescentam um toque desportivo. Opcionalmente, estão disponíveis revestimentos em pele e nappa com a insígnia AMG em relevo nos apoios de cabeça dianteiros. Os bancos AMG Performance estão também disponíveis como equipamento opcional.

Função AMG Track Pace

O sistema de informação e de entretenimento MBUX conta vários ecrãs e funções específicos da AMG, incluindo ecrãs especiais no painel de instrumentos, no ecrã central multimédia com orientação de retrato na consola central e no ecrã projetado opcional. 

O estilo de exibição “Supersport” exclusivo da AMG disponibiliza a opção de apresentar vários conteúdos através de uma estrutura vertical. Isto inclui um menu de configuração que apresenta as definições atuais da suspensão ou da caixa de velocidades. Além disso é possível exibir um mapa de navegação ou os dados do consumo no estilo “Supersport”.

Mercedes-AMG GLC 63 S E Performance com função AMG Track Pace de série

A função AMG Track Pace é de série no GLC 63 S e opcional no GLC 43), que inclui um registador de dados para utilização em autódromos. O software regista mais de 80 dados específicos do veículo como a velocidade, a aceleração, o ângulo da direção dez vezes por segundo durante a condução numa pista. Outros dados informativos são os tempos por volta e por setor, bem como as ferramentas adicionais de treino e de análise.