Mercedes-AMG A45 S e CLA 45 S tomam Goodwood de assalto

Texto: Filipe Bragança
Data: 5 Julho, 2019

Os quatro cilindros de série, mais potentes do mundo, invadiram a pista do festival de velocidade britânico.

Finalmente foram revelados os tão aguardados quatro cilindros de produção mais rápidos do mundo. Depois de uma campanha de marketing que teve inicio ainda no ano passado, o tão aguardado Mercedes chegou e logo em dose dupla.

O palco do Festival de Goodwood foi o escolhido para a revelação dos Mercedes-AMG A45 S 4Matic+ e CLA 45 S 4Matic+, as versões mais potentes da gama, e deste segmento. A potência destas motorizações, catapultam estes automóveis para uma classe à parte da concorrência, onde a oferta não ultrapassa os 310 cavalos.

O destaque nestas séries é sem dúvida o bloco 2.0 l de quatro cilindros, que debita 382 cv e 480 Nm na versão base e uns estonteantes 416 cv e 500 Nm na versão ‘S’. Ambas as motorizações encontram-se acopladas à caixa automática de 8 velocidades, com dupla embraiagem, e à transmissão integral 4MATIC+.

No campo da performance, o AMG A 45 acelera dos 0 aos 100 km/h em 4 segundos, atingindo uma velocidade máxima de 250km/h. Na versão mais potente, este Mercedes atinge os 100 km/h em 3,9 segundos e uma velocidade máxima de 270 km/h, também ela electronicamente controlada.

Escusado será dizer que devido às suas dimensões, os AMG CLA 45 e CLA 45 ‘S’são ligeiramente mais lentos que os seus irmãos,ainda que as diferenças sejam quase imperceptíveis. Em ambos os casos, os CLA só perdem uma décima (4.1 s e 4.0s, respectivamente) no campo da aceleração, em relação aos A45. Noque diz respeito à velocidade máxima, nada se altera em relação aos outros modelos.

Comparativamente aos AMG-A35, estes Mercedes apresentam uma estética mais agressiva, onde os aros das rodas mais largos, os ‘ailerons’ traseiros e o ‘sorriso mais afiado’, denunciam o seu carácter mais competitivo. Nas suas versões base, estes automóveis trazem jantes de 18” e pinças de travão prateadas. Como opcionais, estão disponíveis jantes maiores e pinças em vermelho-vivo.

Lembra-se do drift mode’ prometido pela marca alemã? Este encontra-se disponível de série, em ambas as versões destes AMG’s. Basta activar o ‘Race Mode’ e desligar o controlo de estabilidade, para dar inicio ao calvário dos pneus.

Veja também:

Mercedes GLB revelado pela marca
Há 20 anos… voavam Mercedes em Le Mans (c/ vídeos)
Veículo experimental de assistência reúne arsenal tecnológico da Mercedes (vídeo)
Já se conhecem os resultados dos últimos testes Euro NCAP (vídeo)

Fonte: Motor1