Parque automovel

Publicidade

Continuam as dificuldades. Mercado automóvel volta a cair a pique em Julho

Texto: Francisco Cruz
Data: 4 de Agosto, 2021

Acentuam-se as dificuldades do mercado automóvel em Portugal, depois de, no passado mês de julho, o número de automóveis novos matriculados ter registado uma forte queda e ter sido, ainda mais baixo, do que em plena pandemia. E, ainda mais, face ao valor registado no período homólogo de 2019.

Segundo os números apurados pela ACAP – Associação do Comércio Automóvel de Portugal, relativos ao último mês de Julho, foram matriculados não mais que 14.219 veículos automóveis. Número que representa uma descida de 34,7% face ao mesmo mês de 2019, mas também uma queda de 21,4%, relativamente a julho de 2020, ano de pandemia.

Analisando os sete meses já cumpridos de 2021, um total de 113.541 veículos novos matriculados, sinónimo de uma queda de 34,2% face ao mesmo período de 2019. Mas, também, uma subida de 18,1%, quando comparados com os mesmos sete meses de 2020.

O mercado automóvel português voltou a registar uma forte queda em julho
O mercado automóvel português voltou a registar uma forte queda em julho

Passando à análise por categoria e tipos de veículos, um total de 12.323 Automóveis Ligeiros de Passageiros matriculados em julho último, o que significa uma descida de 33,2% face ao mesmo mês de 2019, assim como uma queda de 19,0%, comparativamente a julho de 2020.

No acumulado dos primeiros sete meses, um total de 93.768 unidades matriculadas, menos 36,2% que em 2019, mas também uma subida de 17,1% face ao período homólogo de 2020.

LEIA TAMBÉM
Num mercado a cair 20%. Estudo confirma subida dos EV e PHEV na Europa

Passando aos Veículos Ligeiros de Mercadorias, uma queda de 48,3% em julho de 2021, face ao mês homólogo de 2019, para as 1.622 unidades matriculadas, tendência que se mantém, igualmente, na comparação com 2020.

Em termos acumulados, um total de 16.931 veículos matriculados no sétimo mês de 2021, sinónimo de uma queda de 23,6% face ao mesmo período de 2019. Mas também uma subida de 19,6% face a julho de 2020.

Finalmente e no que diz respeito aos Veículos Pesados, o que engloba todos os tipos de veículos de passageiros e mercadorias, um mês de julho com 274 matrículas novas, ou seja, mais 26,3% do que em 2019, mas também uma queda de 24,5%, quando comparado com o mesmo mês de 2020.

Na totalidade dos primeiros sete meses de 2021, 2.842 viaturas novas, sinónimo de uma queda de 13,7% no número de veículos matriculados face a 2019. Além de um aumento de 50,1%, quando comparado com o mesmo período de 2020.