Limites nas Autobahn dividem alemães

Texto: Nuno Fatela
Data: 28 Janeiro, 2019

A colocação de limites de velocidade em todas as autoestradas, para reduzir a poluição, divide claramente os cidadãos alemães. Quem já se mostrou contra a medida foi o Ministro dos Transportes

Surgiu na última semana a informação de que a Alemanha poderá colocar limites de velocidade nas famosas Autobahn, as autoestradas ‘mais livres’ do planeta pois é possível conduzir sem estar sempre a olhar para o velocímetro. Uma sondagem agora realizada neste país, publicada pelo jornal Bild, mostra que esta é uma questão que divide as pessoas. Embora 52% seja a favor da introdução de um patamar máximo entre 120 km/h e 140 km/h, estão contra esta medida 46% dos germânicos.

 

Quem já falou sobre o assunto, rejeitando esta hipótese, foi o Ministro dos Transportes da Alemanha, Andreas Scheuer. Ele começa por afirmar que “o princípio da liberdade comprovou as suas valias. Quem quer conduzir a 120, pode conduzir a 120. E quem quer ir mais rápido, também pode. Porquê esta ‘microgestão’ constante?”. Depois, recordando que as autoestradas deste país são das mais seguras do mundo, veio explicar ainda que esta medida, destinada a baixar os níveis de poluição, apenas iria cortar 0,5% das emissões existentes.

Por fim, Andreas Scheuer informou que se vai encontrar com o comité que propõe limites nas Autobahn e outras medidas, referindo que “o objetivo é pensar no trabalho que está a ser feito e obter resultados, ao invés de evocar pedidos antigos, rejeitados e irrealistas como limites de velocidade”. Por estas declarações pode-se concluir que, embora a sociedade alemã esteja dividida na questão, da parte do governo local é muito clara a posição relativamente aos limites de velocidade nas Autobahn…

 

Fonte: Autoblog