Publicidade

Já sem Diesel. Kia Sorento renova-se com híbrido e PHEV

Texto: Francisco Cruz
Data: 10 de Julho, 2024

Proposta topo de gama na oferta SUV a combustão da Kia, o Sorento aproveitou a boleia do Picanto para, também ele, apresentar a sua renovação em Portugal. E que, a par de um design renovado e mais tecnologia, assume a rendição completa à eletrificação, despedindo-se, ao mesmo tempo e de vez, do Diesel…

A viver aquela que é a sua quarta geração, apresentada em 2020, ano em que o próprio modelo comemorou o seu 18.º aniversário, a verdade é que, nem mesmo a chegada, já este ano, do irmão/rival interno 100% elétrico EV9, foi suficiente para “matar” o Kia Sorento. O qual chega agora ao nosso mercado com a sua mais recente atualização, promessa, ao que tudo indica, de mais alguns anos de vida para o respeitável SUV de segmento D.

O rosto do novo Kia Sorento
O rosto do novo Kia Sorento

Considerado, ainda hoje, um modelo importante num segmento que a Kia assumidamente valoriza, o agora renovado Sorento passa, assim, a exibir uma estética exterior com grande parte dos elementos identitários daquela que é a nova linguagem de design no construtor e que se manifesta, principalmente, na frente, com nova grelha, iluminação e pára-choques redesenhados, mais capot com o emblema da marca em posição de destaque.

Habitáculo também com novidades

No habitáculo, mais tecnologia, da qual sobressai um prolongado painel curvo com duplo ecrã de 12,3”, um painel de controlo da climatizarão idêntico ao existente em várias das mais recentes propostas da marca, mas também um sistema de reconhecimento de impressão digital, que permite colocar o carro em funcionamento, mesmo sem ter a chave por perto.

Por outro lado e graças a uma carroçaria que, no comprimento, chega aos 4,81 metros, a garantia não somente de uma lotação que pode chegar aos sete lugares (de série), como uma capacidade de carga que, mesmo com ligeiras diferenças em função da motorização (melhor o híbrido, face ao elétrico), pode variar entre os 179 litros, quando com sete passageiros; os 813 l, com cinco; e os 1996 l, com apenas os lugares da frente em utilização.

LEIA TAMBÉM
Já o conduzimos. Kia Picanto já chegou com novo visual e equipamento

Em plano igualmente elevado, a segurança e apoio à condução, com o Sorento, que nesta nova fase da sua existência passa a estar disponível numa única versão, de nome Concept, a dispor, a par dos oito airbags, do alerta de cansaço do condutor, assistência à manutenção na faixa de rodagem, luzes de máximos automáticos, assistência em descidas íngremes, sistema inteligente de limitação da velocidade, alerta e monitor de ângulo morto, assistência ao estacionamento e sistema de câmaras 360º. Sendo que, a somar a tudo isto, surge ainda o airbag lateral traseiro, sistema que procura evitar o embate frontal em cruzamentos e ultrapassagens, e sistema de condução semi-autónoma com função de mudança de faixa.

Híbrido e PHEV

Como motorizações, duas opções, a de entrada materializada num híbrido puro (HEV), a anunciar 210 cv de potência combinada e 367 Nm de binário máximo, mercê da conjugação de um motor elétrico com um 1.6 T-GDI de 160 cv. O qual, apoiado igualmente numa caixa automática de 7 relações, consegue consumos de 4,7 l/100 km e emissões de CO2 de 107 g/km.

Como segunda opção, um PHEV baseado no mesmo bloco a combustão, mas também a debitar mais potência combinada (253 cv) e o mesmo binário, a par de consumos de gasolina mais baixos (1,6 l/100 km) e menores emissões de CO2 (36 g/km). Tudo isto, graças não só ao motor elétrico de 91 cv, mas também à bateria de 13,8 kWh, com capacidade para realizar até 65 km sem qualquer emissão, quando em cidade, ou 55 km, quando por trajectos combinados.

No momento de recarregar a bateria, um carregador interno de 3,3 kW, que permite repor a totalidade da capacidade, em 3 horas e 25 minutos.

A partir de 58 650€… com campanha

Finalmente e porque não foi ainda possível fazer qualquer quilómetro ao volante do Sorento (segundo explicou o importador, ainda só chegou uma unidade a Portugal), acelerador a fundo para os preços, que, no novo D-SUV da Kia, passam a ser de 61.450€ (HEV) e 67.950€ (PHEV).

Ou e contemplando já os descontos previstos na campanha de lançamento, 58.650€ e 65.450€, respectivamente.