Publicidade

Saiba as versões e preços. Kia anuncia revolução com chegada do EV6 a Portugal

Texto: Francisco Cruz
Data: 24 de Abril, 2021

A Kia prepara uma revolução. Aproveitando o lançamento do seu novo crossover elétrico, o EV6, a marca sul-coreana anuncia também uma completa transformação, que passa por um novo logótipo, nova assinatura e a entrada em novas áreas de negócios. Com Portugal também envolvido nesta transição…

Desvendado internacionalmente no passado mês de março, o novo crossover elétrico da Kia, de nome EV6, não representa apenas o lançamento de um novo modelo. Pelo contrário, traz consigo toda uma nova era em que a marca sul-coreana do grupo Hyundai-Kia se prepara para entrar e que também é de profunda transformação para a construtor – no logótipo, na assinatura, no design, e até mesmo no próprio negócio.

A nova realidade foi desvendada, para Portugal, esta quinta-feira, numa conferência de imprensa levada a cabo pelos principais responsáveis da marca no nosso País, e em que o construtor mostrou aquela que diz ser a sua nova visão de futuro. Traduzida, desde logo, no novo logótipo, composto pelo nome da marca e com layout mais estilizado, a que se junta, depois, a nova assinatura: ‘Movement that inspires’, ou, em português, ‘Movimento que Inspira’.

João Seabra, director-geral da Kia Portugal

Novidades que, revelaram os mesmos responsáveis, poderão ser observadas ainda este ano, mais precisamente em Agosto, com o surgimento das viaturas Model Year 2022.

A par destas alterações, uma nova filosofia de design, que a marca também pretende estrear no EV6, e a que deu o nome de “Opostos Unidos”, e, principalmente, a entrada em novos sectores de negócio, em que, até aqui, a Kia não tinha qualquer presença. Como é o caso da Logística, para a qual a marca sul-coreana promete soluções feitas à medida para cada cliente, a partir de uma mesma base/plataforma; dos Veículos de Laser, nomeadamente, através das autocaravanas; e dos serviços de Mobilidade, como é o caso do car-sharing e dos serviços de subscrição, tudo numa perspectiva que a marca garante ser extremamente flexível.

LEIA TAMBÉM
Kia prepara lançamento de nova gama de veículos elétricos

Seja como for, a garantia, desde já, que o primeiro lançamento, no domínio dos chamados veículos para fins diversos (Logística), terá lugar, em Portugal, já em 2022, ao passo que os serviços de Mobilidade têm estreia prevista para 2023.

Graças à entrada nestes novos segmentos de negócio e a que se junta a promessa de lançamento de 11 novos modelos eletrificados até 2026, o reafirmar da ambição manifestada com o plano estratégico ‘S’, desvendado no início de 2020. Mais precisamente, da Kia chegar a 2030 como marca líder na eletrificação e nos serviços de mobilidade, com um total de 4 milhões de veículos vendidos em todo o mundo, dos quais, mais de 50% deverão ser elétricos.

Já em Portugal, onde a Kia tem, atualmente, uma quota de mercado de 3%, o objectivo de chegar a 2024 com 5% do mercado, tornando-se, igualmente, uma das cinco marcas eletrificadas mais vendidas, graças a um peso de 43% de EVs nas suas vendas. E, isto, acrescente-se, sem contabilizar as motorizações Mild Hybrid, ou MHEV.

A Kia Vibe é uma das plataformas através das quais a Kia Portugal espera conquistar vendas

Kia EV6 – o modelo da transformação

A liderar toda esta transformação, o mais recente modelo 100% elétrico da marca de Seul, o Kia EV6, um crossover de linhas desportivas que, baseado na nova plataforma para veículos elétricos do grupo Hyundai-Kia, E-GMP, anuncia, logo à partida, autonomias acima dos 500 km, assim como uma capacidade de carregamento super-rápida, graças à admissão de potências até 800V.

Modelo que estreia, também, a nova filosofia de design “Opostos Unidos”, o EV6 apresenta uma imagem musculada e desportiva, graças, desde logo, a linhas de capot vincadas, guarda-lamas marcados, além de, na frente, ópticas com máximos adaptativos em LED e indicadores de mudança de direcção estilizados. Pormenores a que acrescenta uma linha de tejadilho aerodinâmica, para terminar numa traseira da qual fazem parte um spoiler traseiro e um difusor desportivo, mas que, depois, no conjunto e fruto do desenho da tampa da mala, faz lembrar o Aston Martin DBX.

Passando ao habitáculo, um ambiente com uma forte preocupação ambiental, nomeadamente, recorrendo a plástico reciclado em muitas superfícies, assim como a Couro Vegan e a um novo material denominado Geonic 3D, ainda que o aspecto mais destacado sejam mesmo os dois monitores curvilínios de 12,3″, o novo volante e a nova consola flutuante, além do botão Start e da tecnologia Shift by Wire.

Kia EV6 GT

Aliás e falando de tecnologia, referência para a estreia, neste crossover, do novo sistema de apoio à condução HDA2, o qual não só mantém a distância em relação ao veículo da frente, como assiste o condutor nas mudanças de faixa, mantém o veículo centrado na faixa e faz circular o EV6 à velocidade definida pelo condutor.

A juntar a esta novidade, a inclusão de máximos adaptativos, de um head-up display, assim como de um sistema de assistência remota ao estacionamento, a partir da chave. Basicamente, o mesmo sistema que “irmã” Hyundai já disponibiliza, por exemplo, no Santa Fé.

Com duas potências de bateria e autonomias a partir de 400 km

Relativamente aos sistemas de propulsão, a garantia, para Portugal, de duas baterias – 58 kWh e 77,4 kWh -, com a variante menos potente, conjugada com um só motor, disposto sobre o eixo traseiro, a anunciar 170 cv de potência e uma autonomia de 400 km.

Kia EV6 GT-Line

Quanto à bateria mais de potente, de 77,4 kWh, pode ser adquirida com a mesma configuração de um só motor e tracção apenas traseira, a qual anuncia uma potência 229 cv e uma autonomia de mais de 510 km, ou então, com dois motores, a garantirem tracção total, assim como uma potência de 585 cv e uma autonomia de 400 km. Motorização que, no entanto, só está disponível na versão GT.

Aliás e passando às versões que a Kia pensa disponibilizar no mercado nacional, serão um total de três: a versão de entrada, denominada Concept, e que estará disponível apenas com bateria de 58 kWh; o GT Line, que já pode receber a bateria mais potente de 77,4 kWh; e o GT, única versão de tracção integral e apenas com a bateria mais potente.

Todos elas a prometerem equipamento atrativo – basta recordar que o Concept já possui jantes em liga leve de 19″, faróis LED e sistema de infotainment com dois ecrãs de 12,3″ -, as três versões diferenciam-se, no entanto, por pequenos pormenores estilísticos no exterior e interior, além de, no capítulo da tecnologia, a disponibilização da tecnologia ‘V2L – Vehicle To Load‘. A qual, anunciando uma potência de carga de 220V, tanto no interior como no exterior, além de uma alimentação elétrica de 3,6 kW, capaz de tornar o EV6 uma fonte de energia para outros eletrodoméstico ou até mesmo veículos, só está disponível na versão topo de gama GT.

O interior do Kia EV6 GT

Ainda sobre o processo de carregamento das baterias do próprio EV6, a Kia Portugal anuncia a capacidade do veículo carregar em até 800V, sem necessidade carregador adicional, permitindo assim uma recarga entre 10 e 80% da capacidades das baterias, em tão só 18 minutos. O único problema, para já, será mesmo encontrar, com alguma facilidade, postos que carreguem a uma total potência…

A partir de 43.950€

Finalmente e quanto a preços, a Kia anuncia que o EV6, cujas primeiras unidades chegarão a Portugal apenas em outubro de 2021, estará disponível por 43.950€, valor pedido pela versão de entrada Concept, com bateria de 58 kWh, mas que não inclui ainda e a exemplo das restantes versões, os apoios do Estado, tal como não soma as despesas de transporte e legalização.

Quanto à versão GT-Line, surgirá com o preço de 49.950€, enquanto o topo de gama GT estará disponível por 64.950€.

Kia EV6 GT-Line

Especificamente para as empresas, a Kia Portugal propõe uma versão EV6 Concept, a partir de 35.950€, acrescido de IVA.

Ainda segundo a marca, os clientes interessados no Kia EV6 poderão fazer, já a partir deste mês, uma pré-reserva para uma das primeiras unidades que cheguem a Portugal, sendo que, os responsáveis nacionais esperam conseguir vender, entre 150 e 200 carros, ainda este ano. Já num ano completo, como 2022, a expectativa é que as vendas cheguem aos 500 carros.