Mobieco

Publicidade

Chega em 2026. Jeep Wagoneer S é novo SUV de luxo elétrico

Texto: António Amorim
Data: 31 de Maio, 2024

Alma de luxo da Jeep mostra-se neste novo Wagoneer S. Elétrico, luxuoso e voltado para a alta performance. Estreia a nova plataforma STLA-Large da Stellantis e só estará disponível com cinco lugares.

Elétrico, 4×4, luxuoso e de performances desportivas. Assim se anuncia o novo grande SUV da Jeep, que chega à Europa em 2026.

Acelerações de 0-100 km/h em 3,4 segundos, 600 cv de potência e uma bateria de 100 kWh capaz de lhe garantir 480 km (300 milhas) são os cartões-de-visita do novo SUV elétrico de topo da americana Jeep.

“A Jeep tem duas almas. Uma é a que diz respeito ao conceito de todo-o-terreno, puro e duro, que neste momento é assegurado pelo Wrangler, e continuará a ser. A outra é a alma que envolve o luxo associado ao conceito SUV. Essa é a alma deste novo Wagoneer S”, esclareceu à TURBO o diretor da Jeep para a Europa, Eric Laforge.

O novo modelo chega ao mercado americano já no próximo outono por 66 mil euros a unidade, mas na Europa só será lançado no primeiro trimestre de 2026. É grande, mas “não terá versões de sete lugares”, esclareceu-nos Laforge.

LEIA TAMBÉM
Jeep Avenger 4xe ganha tração integral e já é TT a sério!

Com modelos no top ten das vendas em três mercados europeus, a Jeep atravessa um bom momento de renovação e aceitação no Velho Continente. É o momento certo para apostar na reafirmação das suas origens de marca aventureira e afiná-las com as novas tendências da eletrificação.

Para crescer na globalização e expandir a liberdade de escolha, os responsáveis pela marca optaram por apostar forte num modelo de topo. O Wagoneer S pouco diz aos europeus em termos de nome, mas fala muito aos americanos e por isso será lançado naquele mercado ainda este ano, já no outono. À Europa chegará no início de 2026.

É o Jeep mais rápido de sempre, graças aos seus dois motores, um em cada eixo, alimentados por uma bateria de níquel/manganês/cobalto com 400 Volts e 100 kWh de capacidade e com um módulo de recarga capaz de recuperar 160 km em dez minutos.

Desenhado a partir do zero, todo o Wagoneer S foi desenvolvido em apenas três anos, sobre a nova plataforma STLA-large da Stellantis, destinada a servir de base aos modelos maiores do grupo e que também encontraremos a bordo de futuros modelos da Alfa Romeo, Chrysler e até da Maserati.

O design apurado combina-se com uma cuidada aerodinâmica, para um coeficiente de apenas 0,29, excelente para um SUV com 4,88 m de comprimento por 2,12 m de largura e 1,64 m de altura. A enorme asa traseira flutuante é uma espécie de duplo anúncio, para o bom desempenho aerodinâmico mas também para os elevados níveis de performance deste SUV elétrico, capa de atingir os 200 km/h de velocidade máxima ou os 100 km/h em apenas 3,4 segundos.

A marca anuncia a possibilidade de aumentar estes níveis de performance no futuro, com uma simples atualização Over-The-Air (OTA), pelo menos no mercado americano.

A tração integral é gerida pelo sistema Terrain Select com cinco modos de condução: Auto, Sport, Snow (neve), Sand (areia) e Eco. Para além disso, o condutor tem ao seu dispor a mais moderna coleção de sistemas de ajuda e assistência à condução ADAS.

Habitáculo de LUXO

Espaço é algo que não deve faltar a bordo deste grande SUV, com a marca a anunciar nada menos que 866 litros de espaço disponível na mala, com os bancos nas suas posições normais. Não está prevista lotação acima de cinco, sendo que o bem-estar dos ocupantes é palavra de ordem.

O design interior espelha isso mesmo, com um painel frontal em vidro, a comportar nada menos que 45 polegadas de ecrãs, nenhum deles flutuante.

A instrumentação está focada na condução elétrica e inclui a possibilidade de simplificar o mais possível a informação exibida, para evitar distrações.

A Jeep é neste momento uma história de sucesso no continente europeu, onde as suas vendas cresceram dez vezes nos últimos dez anos.