Jeep aposta nos 4×4 e híbridos

Texto: António Amorim
Data: 12 Dezembro, 2019

Fazendo uma espécie de balanço do ano que agora termina e projeção do que será o seu 2020, a Jeep decidiu mostrar-nos, ao vivo e a cores, as suas versões mais aptas para a progressão em todo-o-terreno, ou seja, os Renegade, Compass, Cherokee, Grand Cherokee e Wrangler nas versões Trailhawk, associadas à tração integral e níveis de equipamento de topo.

O campo de “batalha” escolhido para esta pequena mas emocionante demonstração foi a estância de esqui de Champoluc, nos Alpes italianos, onde tivemos a oportunidade de relembrar as excelentes aptidões de progressão do carro mais emblemático da marca, o Jeep Wrangler, mas também de tomarmos o primeiro contacto com o pequeno Renegade, o compacto Compass e os corpulentos Cherokee e Grand Cherokee, todos nas suas versões de tração integral que, infelizmente e devido à pesada incidência dos impostos e consequente penalização no preço final, não estão entre os mais elegíveis para comprar em Portugal.

O mesmo não se passará certamente com a futura versão híbrida Plug-in do Renegade (PHEV), ainda ausente desta operação mas que chegará ao mercado a meio de 2020. Utilizará um motor a gasolina combinado com um motor elétrico, este no eixo traseiro e a assegurar-lhe a tração integral.

A anunciar uma autonomia elétrica de 50 quilómetros e uma velocidade máxima de 130 km/h no modo elétrico puro, este pequeno Jeep eletrificado debita uma potência combinada de 240 cv. A marca americana de jipes “cool” também tem na agenda a eletrificação do Wrangler para o próximo verão e também do Compass, este ao mesmo tempo que o Renegade.

SEMPRE A CRESCER

Marco Pigossi, um dos responsáveis pela marca americana, salientou que “as vendas da Jeep cresceram 5 por cento em outubro na Europa a 28, o que significa que estamos prestes a terminar o sexto ano consecutivo de crescimento. Desde o lançamento do Renegade a marca mais do que triplicoi as vendas, tendo crescido das 54 mil para as mais de 196 mil unidades que devemos atingir em 2019. Estes resultados foram conseguidos mantendo a tradição aventureira da gama Jeep e associando-lhe maior aptidão em estrada, mais conforto e segurança, com a introdução de uma dose elevada de tecnologia e conectividade”.

O Renegade (modelo da Jeep mais vendido em Portugal) e o Compass formam o núcleo das vendas da Jeep na Europa, com uma grande incidência de compradoras, esta a preencherem um quinto do volume de vendas da marca.

Os olhos da Jeep colocam-se agora num futuro eletrificado, com o lançamento gradual da sua tecnologia PHEV prevista para 2020, a prometer uma recarga em apenas duas horas, para os tais 50 km de autonomia referidos, sendo o Renegade e o Compass os primeiros Jeep eletrificados da história. As primeiras unidades já estão num programa de testes que prevê mais de um milhão de quilómetros. O programa de “limpeza” das emissões da gama Jeep contempla também o lançamento do novo motor GSE a gasolina de 1.3 litros no Compass, que será utilizado nas versões PHEV.