Grupo VW anuncia cortes para preparar o futuro

Texto: Nuno Fatela
Data: 6 Dezembro, 2018

O consórcio germânico acelera a sua transformação rumo às novas soluções de mobilidade, aumentando a eficiência da produção e também anunciando o corte no portefólio de modelos e nas combinações motor-transmissão

O Grupo Volkswagen reformulou a sua estratégia, acelerando a transição para elétricos e autónomos, e também procurando aumentar a poupança obtida com a produção e portefolio de modelos e grupos propulsores. Mas, ao mesmo tempo que reformula as suas unidades de produção e implementa um programa de corte dos custos, a marca vai também dotar 11 mil milhões de euros às áreas da mobilidade elétrica, digitalização, veículos autónomos e serviços de mobilidade. Além destes planos, o Grupo Volkswagen estuda a possibilidade de alargar a sua parceria com a Ford, partilhando assim o desenvolvimento, e os custos associados, para a introdução de novas alternativas de mobilidade.

O Grupo VW vai tentar aumentar os lucros mais rapidamente, atingindo até 2022 uma margem operacional de 6%, três anos antes do que estava previsto
Serão destinados 11 mil milhões de euros aos projetos de eletrificação, veículos autónomos, digitalização e serviços de mobilidade
Até 2025 a eficiência das fábricas do Grupo VW vai aumentar 30%
A esse incremento da produtividade será associado um plano de corte de custos e aumento da eficiência, que vai permitir poupar 3 mil milhões de euros
Apesar disso, está colocada de parte a possibilidade da empresa avançar para layoffs e assim suspender temporariamente a produção
A redução da complexidade no portefolio de modelos será essencial para atingir estes objetivos
25% das combinações motor-transmissão, as que têm menor procura, vão ser eliminadas, ajudando também a reduzir a complexidade da produção
Está também em estudo o alargamento da parceria com a Ford, no campo dos veículos comerciais, a outras áreas como os elétricos e a condução autónoma

Partilhar