Publicidade

Google cria empresa dedicada à condução autónoma

Texto: Nuno Fatela
Data: 14 de Dezembro, 2016

A recém-criada Waymo é a nova aposta do gigante cibernético para a condução sem intervenção humana.

Ao contrário dos rumores que circulavam e que indicavam que a Google estava a desacelerar no seu projeto de condução autónoma, a proprietária do mais famoso motor de buscas do planeta anunciou a criação de uma nova empresa, a Waymo, totalmente focada nos veículos que se conduzem sem intervenção humana. Liderada por John Krafcik, esta nova companhia confirma o empenho nesta nova forma de mobilidade, com o seu responsável a indicar que o nascimento da Waymo é “uma demonstração da maturidade da nossa tecnologia”.

 

Com o foco colocado na segurança rodoviária, o objetivo passa por reduzir fortemente as mortes na estrada causadas, por exemplo, por condutores distraídos, cansados ou com taxas de alcoolémia acima do permitido. Por isso o responsável máximo da nova companhia afirmou que “somos uma empresa de tecnologias de condução autónoma e o nosso objetivo é tornar mais fáceis e seguras as deslocações das pessoas”. Para isso, os veículos vão utilizar uma combinação de radares, sensores e câmaras para analisar a envolvência, em combinação com os sistemas de navegação para conhecer as rotas.

 

Quando ainda eram conhecidos como “Google-Cars”, os protótipos da empresa conduziram o equivalente a 300 anos e um total de 3,2 milhões de quilómetros em testes, com Krafcik a destacar aquela que considera como a primeira viagem totalmente autónoma do mundo, quando em outubro de 2015 um dos veículos destas investigações cumpriu um trajeto com apenas um cidadão invisual a bordo. A Waymo também confirmou que o objetivo é tirar proveito da própria tecnologia, ao invés de a vender posteriormente a fabricantes automóveis, mesmo tendo em conta que a atual frota de testes tem por base os Chrysler Pacifica fornecidos pela FCA (Fiat-Chrysler). Uma expressão colocada no site da Waymo demonstra bem o objetivo final da Google com esta nova forma de mobilidade, sendo indicado que “com tecnologia de condução totalmente autónoma, será possível chegar a qualquer lugar apenas com o toque de um botão – sem a necessidade de ter uma pessoa ao volante”. Embora ainda não tenha data prevista para colocar no mercado veículos totalmente autónomos, a nova empresa da Google afirmou que isso deverá ocorrer “brevemente”.