Publicidade

Até dia 2 de janeiro. GNR deu início à operação “Natal e Ano Novo 2023”

Texto: Francisco Cruz
Data: 15 de Dezembro, 2023

A Guarda Nacional Republicana (GNR) arranca, esta sexta-feira, dia 15 de dezembro, com mais uma operação de Natal e Ano Novo, com incidência não apenas nas estradas portuguesas, mas também em locais de festividades e zonas residenciais. Isto, para que a quadra natalícia decorra na maior paz e segurança.

Em vigor até ao próximo dia 2 de janeiro de 2024, a operação “Natal e Ano Novo 2023” volta, assim, a trazer um reforço do policiamento e patrulhamento, por parte dos militares da Guarda Nacional Republicana, a todo o território nacional, com o propósito de garantir a protecção e segurança, não só de residências e bens, mas também de deslocações e populações em geral.

Assumindo a “diminuição da criminalidade geral”, a par da redução da “sinistralidade rodoviária”, como objectivos, a GNR promete, nos dias que se seguem, estar “particularmente atenta” ao movimento nas estradas nacionais e, em particular, aos comportamentos de risco dos condutores.

GNR fiscalização

Sob atenção especial dos militares da Guarda estarão situações como o excesso de velocidade, condução sob efeito do álcool, manobras perigosas, a correta circulação na faixa de rodagem mais à direita e sinalização de manobras, o uso do telemóvel ao volante, assim como a utilização do cinto de segurança e de cadeirinhas para bebés.

Ainda antes de seguirem para a estada e como preparação com vista a um período que muitos portugueses decidem passar longe de casa, a GNR apela a que não deixem de “informar a autoridade policial da sua zona de residência” da sua ausência, mantenham ativos quaisquer sistemas de alarme que possuam em casa ou no estabelecimento, não se esqueçam de fechar portas e janelas, e não deixem indícios exteriores de que a casa se encontra vazia.

LEIA TAMBÉM
No mês do Natal. PSP já divulgou onde vai estar com os radar
es

Ultrapassada esta primeira fase, a GNR promete incidir, a partir daí e, nomeadamente, entre os dias 22 e 26 de dezembro, a sua atenção no patrulhamento das estradas, devido à já esperada maior afluência e concentração de veículos, apostando na “prevenção, fiscalização, apoio, aconselhamento e segurança de todos os cidadãos”.

Finalmente, entre os dias 29 de dezembro e 2 de janeiro, a Guarda promete intensificar o patrulhamento em “locais de festividades e concentração de pessoas”, assim como em “zonas residenciais, de diversão, comerciais e industriais”.