Transito Lisboa

Publicidade

Global Traffic Scorecard. Afinal, Lisboa até nem tem tanto trânsito quanto isso!

Texto: Francisco Cruz
Data: 18 de Janeiro, 2023

Embora a maior parte de nós considere Lisboa uma cidade a rebentar pelas costuras no que ao trânsito diz respeito, o reputado estudo Global Traffic Scorecard relativo a 2022 mostra-nos que, afinal, a realidade não é bem assim. E até que, no que às horas perdidas dentro do carro diz respeito, a capital portuguesa quase poderá ser considerada um oásis no cenário mundial… quase!

Estudo anual que procura elencar as cidades no mundo onde se perde mais tempo no trânsito, o Global Traffic Scorecard 2022 volta a revelar resultados, sem dúvidas, surpreendentes. Desde logo, ao eleger como cidade mais problemática do mundo, em termos de tráfego… Londres.

De acordo com este trabalho de investigação, o trânsito que atravessa a capital de Inglaterra levou a que, em 2022, cada condutor perdesse, em média, um total de 156 horas no trânsito. Suplantando, dessa forma e por apenas uma hora, a norte-americana Chicago, onde cada condutor perdeu 155 horas da sua vida, nas viagens de carro, durante o ano transacto.

Filas de trânsito
Afinal, Lisboa pode não estar tão congestionada quanto isso… ou será que está?

Numa classificação que procura enumerar as 50 grandes urbes do mundo mais congestionadas, o terceiro e último lugar deste pódio, que certamente não há cidade que goste de ocupar, ficou na posse de mais uma metrópole do Velho Continente – Paris. Capital europeia que estamos habituados a encarar como especialmente complicada e difícil em termos de trânsito, mas que, na verdade, ainda fica a uma boa distância das anteriores, com uma média de “apenas” 138 horas perdidas, dentro de um automóvel.

LEIA TAMBÉM
Novos Radares em Lisboa. Multa por excesso de velocidade dentro e fora de localidade

Ainda assim, valerá a pena assinalar o facto de Paris ter sido a única das 10 primeiras classificadas a registar uma (ligeira) diminuição no tempo perdido no trânsito. Já nas restantes, o estudo assinala uma clara tendência de subida que, embora não tendo ainda atingido os níveis pré-pandemia, ou seja, 2019, está, desde já, a acentuar-se.

Lisboa? Uma agradável surpresa!…

Quanto a Lisboa, figura num ainda aceitável 60.º lugar, com uma média de 64 horas perdidas no trânsito, em 2022, mas que, ainda assim, não deixa de ser muito acima do registado pelo Porto. A segunda cidade portuguesa com mais trânsito, mas que neste ranking surge apenas no 198.º posto, com uma média de 40 horas perdidas no carro.

Terminamos, deixando-lhe o quadro daquelas que foram 10 cidades no mundo onde os seus residentes perderam mais horas dentro de um automóvel:

CIDADEHORAS PERDIDAS% FACE A 2021
Londres (Reino Unido)1565%
Chicago (EUA)15549%
Paris (França)138-1%
Boston (EUA)13472%
Bogotá (Colômbia)12230%
Palermo (Itália)12111%
Toronto (Canadá)11859%
Nova Iorque (EUA)11715%
Monterrey (México)11666%
Filadélfia (EUA)11427%