Fiat 500 vai estar exposto no MOMA

Texto: Nuno Fatela
Data: 15 Dezembro, 2018

O Museu de Arte Moderna, situado em Nova Iorque, que havia adquirido um exemplar da série F do Cinquecento, vai expor o Fiat 500 como parte da mostra “O Valor do Bom Design”

As grandes obras de arte são intemporais. Esta máxima aplica-se aos mais diversos campos, desde a pintura, escultura, música, etc… e também ao design automóvel. Exemplo disso mesmo é o Fiat 500, que mesmo passadas mais de seis décadas desde o lançamento em 1957, mostra que a imagem idealizada por Dante Giacosa continua a fascinar e atrair fãs em todo o mundo. Por isso, não admira que o Fiat 500 seja um dos integrantes da exposição “O Valor do Bom Design” que vai estar entre 10 de fevereiro e 27 de maio num dos famosos museus do mundo, o MOMA (Museu de Arte Moderna) de Nova Iorque.

 

O MOMA havia adquirido este Fiat 500 da Série F (produzida de 1969 a 1972) no ano passado, e agora ele vai comprovar que é uma verdadeira obra de arte dos tempos modernos. Como o facto do novo 500, lançado em 2007 quando se comemorava meio século do original, ter-se tornado imediatamente num enorme sucesso de vendas, ao ponto de ter-se expandido para uma família que conta com as variantes 500X e 500L.

A presença do Fiat 500 no Moma foi analisada pelo responsável da marca para a EMEA (Europa, Médio Oriente e África), Luca Napolitano. Numa declaração publicada pelo fabricante transalpino, ele destaca como “o 500 é um ícone de estilo italiano que nunca saiu de moda e que ao longo de décadas ganhou fãs em todo o mundo por causa dos seus atributos-chave e forte personalidade”. Napolitano enfatizou ainda como “desde 1957 o Fiat 500 sempre trouxe cor e sorrisos à vida do dia-a-dia de todo o mundo, tornando-se num embaixador do ‘Bel Paese’ e ícone do estilo e design ‘Made in Italy’ “. Agora o Fiat 500 dará também mais cor e trará sorrisos num dos mais famosos museus do mundo…

Partilhar