Publicidade

Sem confirmar ciberataque. Ferrari assume publicação de documentos internos

Texto: Francisco Cruz
Data: 3 de Outubro, 2022

Numa altura em que o tema preocupa, não apenas empresas, mas também e inclusivamente os Estados, a Ferrari, um os mais reconhecidos fabricantes automóveis do mundo,  acaba de reconhecer o surgimento de documentos internos online. Isto, depois de notícias dando conta de que a marca do Cavallino havia sido alvo de um ciberataque.

A notícia está a ser avançada pela Automotive News Europe, depois de, já esta segunda-feira, o jornal italiano Corriere della Sera ter noticiado, com base numa informação inicialmente divulgada pelo site Red Hot Cyber, que a Ferrari havia sido vítima de um ataque informático.

Ainda segundo a mesma fonte, o ataque, levado a cabo por um grupo de hackers que se auto-intitula RansomEXX, terá exposto cerca de sete gigabytes de informação, incluindo documentos internos, folhas de dados e manuais de reparação.

A Ferrari pode ter sido alvo de um ciberataque
A Ferrari pode ter sido alvo de um ciberataque

Já na sequência desta notícia, a Ferrari veio reconhecer a publicação online e de forma não-autorizada, de alguns documentos internos, garantindo estar já a trabalhar no sentido de apurar como tal aconteceu.

De resto, a marca do Cavallino Rampante garante, igualmente, em comunicado enviado por e-mail para a Automotive News, que implementará todas as medidas necessárias e apropriadas, com o objectivo de apurar o que sucedeu.

LEIA TAMBÉM
Sucede ao Portofino. Roma Spider vai passar a ser o cabrio de entrada na Ferrari

De qualquer forma, o fabricante de Maranello também acrescentou não ter encontrado, até ao momento, quaisquer evidências de violação dos seus sistemas ou até mesmo da presença de ransomware. Garantindo, igualmente, que não houve qualquer interrupção dos seus negócios e operações.