Publicidade

Fast & Furious já causou danos exorbitantes


Data: 31 de Março, 2017

Uma empresa fez as contas aos veículos e prédios destruídos nos sete filmes anteriores de Fast & Furious e, como pode ver na infografia deste artigo, os montantes são impressionantes.

 

A seguradora inglesa InsureTheGap analisou os registos de veículos e prédios danificados ou destruídos nos sete capítulos já exibidos da saga Fast & Furious (o novo filme estreia a 14 de abril) e as contas atingem montantes espetaculares. Ao todo, foram considerados prejuízos totais de 480 milhões de euros, que resultam da destruição de 432 itens, que se dividem entre 348 automóveis com “mazelas” e 84 prédios que foram também vítimas destes filmes de ação. Esta empresa considerou que foram danificados 169 veículos “normais” e que 142 ficaram totalmente destruídos, a que se juntam mais 37 viaturas “especiais” que também não resistiram as cenas de Fast & Furious. O automóvel mais caro a sofrer as consequências foi o Lykan Hypersport do sétimo capítulo da saga, avaliado em 2,81 milhões de euros. Há que juntar ainda a estas contas os 53 edifícios danificados e os 31 que também foram arrasados durante perseguições e outros momentos intensos. Curioso é também verificar que os bons da fita foram os que mais prejuízos causaram, num total de 299 milhões de euros, a que se juntam os 181 milhões de danos que são da responsabilidade dos vilões de Fast & Furious. Com as cenas já apresentadas nos trailers do oitavo capítulo desta saga, onde se podem já observar cenários de imensa destruição na cidade de Nova Iorque, este já impressionante montante deve receber um forte impulso nos próximos tempos…

Fonte: CarScoops