Falha mecânica causa morte a Piloto Jessi Combs

Texto: João Monteiro de Matos
Data: 5 Novembro, 2019

Jessi Combs morreu em agosto deste ano após ter tido um acidente enquanto tentava bater o recorde de velocidade, no deserto do Alvord, no estado do Oregon, nos Estados Unidos do América (EUA) e, na altura, muito se especulou sobre as verdadeiras causas do desastre rodoviário.

Agora, as autoridades responsáveis pela investigação à morte desta piloto vieram dizer que o acidente que não teve falha humana, mas teve falha mecânica, mais propriamente na roda dianteira do automóvel.

De acordo com a imprensa internacional, as várias pancadas na cabeça terão sido a causa da morte da piloto natural de Rapid City, na Dakota do Sul, instantes antes do automóvel que guiava se incendiar.

Jessi Combs, para além de piloto, era empresária e apresentadora de televisão, tendo nos últimos anos estado à frente de vários formatos televisivos ligados ao mundo dos automóveis de velocidade.

Combs chegou mesmo a receber o título de “mulher mais rápida do mundo” em 2013, ano em que tomou os comandos do North American Eagle Supersonic Speed Challengher e conseguiu atingir 640 quilómetros por hora.