F1 com calendário inédito para 2020

Texto: Filipe Bragança
Data: 29 Agosto, 2019

A próxima temporada promete ser a mais extensa da história, com 22 corridas.

A organização da Fórmula 1 continua focada em tornar este campeonato mais competitivo, de forma a atrair mais fãs. Para além das modificações substanciais nos regulamentos dos monolugares, que devem ser implementadas a partir da próxima época, a F1 prepara-se para aumentar o calendário de provas, fazendo de 2020 a maior temporada de sempre.

O grande destaque é o regresso do Grande Prémio da Holanda, destacando-se ainda a estreia do Vietname. Desta forma a onda laranja que se tem deslocado aos vários circuitos, especialmente na Europa, poderá ver Max Verstappen a correr “em casa”. A próxima etapa do atual campeonato, em Spa-Francorchamps (Bélgica), pode deixar já uma pequena ideia do que se pode esperar em Zandvoort…

Com a maior parte dos Grandes Prémios históricos (Grâ-Bretanha, Alemanha, Espanha, etc.) a renovarem os seus contractos, o novo calendário pode passar a ter mais uma prova, em comparação com o de anos anteriores. Falta agora que a proposta dos directores da F1 seja aprovada pelo conselho da FIA. Além disso, está ainda por assinar o novo contrato com Itália, que manterá Monza no calendário.

Como já é tradição, o Grande Prémio da Austrália dá o tiro de partida ao campeonato, no dia 14 de Março. A entrada do ‘Grande Circo’ na Europa será feito em maio, precisamente na regressada Holanda. O encerramento do mesmo está marcado para o dia 29 de Novembro, em Abu Dhabi.

O Grande Prémio do Vietname pode vir a ser o 35º da história desta competição. Já o icónico circuito de Zanvoort, na Holanda, pode regressar aos palcos da F1, depois de um afastamento que dura há 35 anos.

Fonte: Autocar