Entre a bordo do novo Renault Clio e descubra uma revolução

Texto: Nuno Fatela
Data: 28 Janeiro, 2019

É verdadeiramente espantosa a transformação do habitáculo para o automóvel mais vendido em Portugal, com os interiores do Renault Clio MK5 a enfatizarem ainda mais o seu lado tecnológico em combinação com uma melhoria da qualidade percecionada pelos ocupantes. A apresentação do exterior está agendada para amanhã…

Reconhecendo que nos últimos anos uma das críticas aos modelos da marca tem sido nos interiores, o responsável de design da Renault, Laurens Van der Acker, dá uma resposta categórica a estas ‘más línguas’ com o novo Clio. Reconhecendo que 70% do tempo gasto pelas suas equipas de desenho no projeto deste modelo focou-se nos interiores, não admira que o resultado seja, nas palavras da própria marca, “uma revolução”. A evolução salta à vista especialmente em três áreas, que são as tecnologias, a qualidade percecionada e ainda as possibilidades de personalização.

A apresentação do design exterior da quinta geração do Renault Clio está marcada para amanhã. Enquanto não chega esse momento, pode ir tirando algumas pistas relativamente ao que esperar através das imagens deste versão à escala que foram reveladas nos últimos dias.

Tecnologias

Com inspiração no Espace, o grande ecrã central de infotainment com 9,3” capta imediatamente a atenção. Colocado na horizontal e apoiado por vários botões imediatamente abaixo, uma das preocupações esteve na facilidade de utilização. Afinal, embora Laurens van der Acker reconheça que, à imagem do que acontece com a Apple e outros smartphones, eliminar botões seja uma tarefa muito agradável aos designers, não podemos esquecer que operar um automóvel a 120 km/h é totalmente diferente. Sabendo que a facilidade de uso é fulcral, foi facilitada a utilização e, por exemplo, os controlos de climatização passam a estar facilmente utilizáveis em botões físicos.

Falando de ecrãs, destaque para o painel de instrumentos digital com 10,1”. Com a Renault a afirmar, através do seu responsável de design, que a anterior instrumentação era “rica em decoração mas não em informação”, nota-se claramente uma evolução para a geração atual. Embora a estética não seja totalmente distinta do anterior, passa a ser possível incorporar neste painel informações de navegação, entre outras potencialidades.

 

Conforto

“Claro que temos plásticos duros, mas já não os vemos. Isto é design e não custa nada”, refere a marca gaulesa, destacando como um dos focos nos interiores do Renault Clio MK5 foi camuflar estas superfícies mais desagradáveis ao toque e à vista. Com os painéis da porta e outros locais decorados com novos tecidos suaves, este é um dos maiores trunfos para melhorar a qualidade percecionada do Clio.

A este upgrade, que visa reduzir distância para os premium, junta-se também uma preocupação com o conforto em diversas áreas. Como na redução da espessura dos bancos, que vai garantir mais 26mm no espaço para as pernas. Ou na elevação da consola central que melhora a ergonomia e surge em combinação com uma alavanca da caixa de velocidades mais curta. E ainda através do novo volante, mais pequeno e com controlos mais fáceis de entender e utilizar. Falando ainda sobre a vida a bordo, destaque para os locais de arrumação mais generosos, especialmente com o aumento do porta-luvas e outros espaços interiores para 26L e da bagageira para 391L, e uma referência final para a zona de carga wireless ao centro. (* artigo atualizado a 29/01/2019. Por erro surgiu que o porta-luvas tinha 391L, quando esse era o valor, obviamente, da capacidade da mala).

 

Personalização

Volante, tablier, consola central, painéis das portas e descanso do braço. Estes serão elementos que podem ganhar um visual mais distinto nos interiores do Renault Clio. Porque foi confirmado que vão existir oito opções de personalização para estes elementos que, pelo que as imagens nos permitem antever, podem acolher diferentes cores e materiais. A isto junta-se a possibilidade de optar entre oito tons para a iluminação ambiente.