Publicidade

Entra hoje em vigor o E-Call

Texto: Miguel Policarpo
Data: 1 de Abril, 2018

Entrou hoje em vigor a legislação que determina que todos os novos modelos integrem o sistema E-Call.

O sistema de chamadas automáticas de emergência em caso de acidente entra hoje em vigor. Todos os novos carros no mercado europeu terão de integrar o sistema, cujo funcionamento pode conhecer connosco. Depois de um adiamento de dois anos, este é o dia em que esta tecnologia que pode salvar vidas fará parte integrante das viaturas.

O E-Call entra em vigor a 1 de abril de 2018, tornando-se obrigatório para todos os novos modelos lançados após esta data.
Ele estava previsto para 2016, mas foi adiado dois anos pelo Parlamento Europeu, para resolver questões relacionadas com proteção e passagem dos dados, entre outras.
Para os condutores, ele significa a inclusão de um novo equipamento, habitualmente junto do retrovisor central, que conta com sistema de comunicação por voz.
A principal utilidade do sistema será o apoio em caso de acidente. Ele consegue recorrer à geolocalização para que os serviços de emergência saibam com precisão qual é o local da ocorrência.
Ele conta ainda com um sistema de comunicação, facilitando a passagem de informações para os operadores se for necessário.
Isto pode ajudar a reduzir a ansiedade de acidentados, reduzindo o perigo de entrarem em pânico, e ajudá-los a manter-se acordados, se isso for importante.
A ativação do E-Call acontece através dos sensores específicos do carro. Um dos exemplos é a despoletação do airbag.
Normalmente o E-Call não tem apenas o botão de emergência, pois outros comandos servem para operadores das marcas ajudarem com sistemas de navegação e outros serviços
Também ajuda a informar os proprietários de avarias ou reparações necessárias para os automóveis.
Este é, no entanto, um ponto polémico. Os reparadores independentes consideram que pelo facto da informação ser enviada diretamente para as marcas, isso os coloca numa situação de desvantagem.
Existem já regras estabelecidas, com obrigações e condições próprias, para que as marcas forneçam as informações a entidades reconhecidas e credenciadas
Existem soluções, como um aparelho instalado na ficha de diagnóstico do veículo (OBD) para que o condutor possa recolher a informação da viatura
Esta imagem mostra o percurso da informação desde que o E-Call é automaticamente acionado no automóvel até que chegue aos serviços de emergência