Toyota Hilux Invincible 2.8 D. Mais do que o novo motor

Texto: Carlos Moura
Data: 29 de Setembro, 2021

A Toyota introduziu um novo motor de 2,8 litros de 204 cv n a pick-up Hilux, que está disponível nas versões 4×4 de Cabina Dupla “Tracker” e “Invincible”. Esta última é a versão topo de gama, que oferece um nível de equipamento bastante completo.

Com mais de 18 milhões de unidades vendidas desde 1968, a Toyota Hilux é uma das referências no segmento das pick-up e líder de vendas no mercado nacional desde 2013. Robustez, fiabilidade e capacidade de carga são algumas das qualidades muito apreciadas pelos utilizadores deste modelo.

Apesar do seu sucesso, a oferta mecânica da Hilux apresentava algumas limitações em termos de potência máxima face aos principais concorrentes, pois os 150 cv desenvolvidos pelo fiável e robusto motor diesel de 2,4 litros estavam claramente abaixo das versões de topo da Isuzu D-Max (164 cv), Nissan Navara (190 cv), Ford Ranger (213 cv) ou Volkswagen Amarok (258 cv).

Essa desvantagem relativa foi, finalmente, ultrapassada com a introdução de um novo motor diesel de 2,8 litros com 204 cv, que passou a estar disponível nas versões 4×4 de cabina dupla “Tracker” e “Invincible”. A restante gama continua a ser comercializada com o motor 2.4D de 150 cv.

A Toyota aproveitou a oportunidade para “refrescar” a imagem da gama Hilux, com a adoção de uma grelha frontal mais tridimensional que passou a estar integrada no pára-choques dianteiro, para reforçar a imagem de robustez, potência e resistência.

O design exterior distingue-se ainda pelos novos conjuntos de luzes dianteiras e traseiras em LED, ao que se junta um novo desenho e acabamento maquinado das jantes de liga leve de 18”, estando ainda disponível a nova cor exterior Bronze Oxide, presente na unidade ensaiada.

A versão “Invincible” passou a ser o topo de gama da renovada Hilux e recebeu detalhes exclusivos para fazer a diferença como, por exemplo, a proteção frontal e traseira, os estribos laterais. o roll-bar e os puxadores das portas na cor preta.

INTERIOR

O habitáculo também foi revisto, destacando-se um novo grafismo da informação apresentada ao condutor no ecrã TFT, localizado atrás do volante. As versões de lazer passaram a contar com um novo sistema multimedia com ecrã tátil de oito polegadas, localizado na central e inclui alguns botões físicos para melhorar a operacionalidade em todas as condições de terreno.

LEIA TAMBÉM
Nova Toyota Hilux chega a Portugal na primavera de 2021

O painel de bordo da versão Invincible distingue-se pelos detalhes em preto metálico e acabamento cromado, oferecendo ainda iluminação em azul claro nas portas dianteiras e traseiras, enquanto os bancos em pele possuem revestimentos em dois tons.

O interior é visualmente mais atrativo com um design mais semelhante a um ligeiro de passageiros da Toyota do que propriamente a um comercial ligeiro. A variante de cabina dupla oferece um espaço mais do que suficiente para quatro adultos, podendo mesmo chegar aos cinco, embora tenham, de viajar mais apertados nos lugares traseiros.

Como topo de gama da Hilux, a versão Invincible recebe um nível de equipamento bastante completo, destacando-se o sistema de navegação, o ar condicionado automático, os sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, a câmara traseira ou o sistema de som JBL Premium de nove altifalantes que incorpora um amplificador de 800 W de oito canais e a tecnologia CLARi-Fi.

MECÂNICA

No capítulo mecânico, a principal novidade na Toyota Hilux Invincible é a introdução do motor diesel de 2775 cv que desenvolve uma potência de 204 cv às 3400 rpm e um binário de 500 Nm entre as 1600 e as 2400 rpm, sendo a transmissão assegurada por uma caixa automática de seis relações. Com esta motorização é possível acelerar dos 0 aos 100 km/h em dez segundos, menos 2,8 segundos do que a unidade de 2,4 litros.

Para ligar o motor, o condutor dispõe de um botão de ignição no painel de bordo. A posição de condução mais ergonómica pode ser encontrada com facilidade, graças à regulação elétrica do assento, enquanto o volante multifunções pode ser ajustável em altura e inclinação.

No túnel do motor existe um botão que permite selecionar os modos de condução “Eco” e “Power”. A primeira opção limita a aceleração e otimiza o consumo de combustível, embora abaixo das 2500 rpm o propulsor denote alguma lentidão a subir de regime. Por outro lado, o modo “Power” oferece uma resposta mais rápida do acelerador, notando-se de imediato a reação do motor, embora deixe de ser possível manter um consumo de combustível na ordem dos 9,3 l/100 km.

Caso seja necessário efetuar percursos em fora de estrada é possível engrenar a tracção integral ou as baixas com recurso a um comando giratório junto à alavanca da caixa automática. As suas aptidões em fora de estrada são garantidas por uma altura mínima ao solo de 29,3 cm, um ângulo de ataque de 31º e de saída de 26º. Igualmente disponível nesta versão está o sistema de controlo de assistência em descida (DAC), assim como o bloqueio de diferencial.

TECNOLOGIA

A Hilux Invincible partilha com os ligeiros de passageiros da Toyota algumas das mais avançadas tecnologias, começando pelo sistema de infoentretenimento Toyota Touch 2 que inclui ecrã tátil de oito polegadas, ligação Bluetooth, integração com smartphone graças à compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto, sistema de navegação.

Para apoiar a condução, a Hilux Invincible conta com o sistema de alerta de pré-colisão, cruise control adaptaivo, assistente de manutenção na faixa de rodagem, reconhecimento de sinais de trânsito, controlo de estabilidade do veículo e de assistência ao arranque em subida.

Num veículo com um comprimento exterior de 5,3 metros e uma altura mínima ao solo de 31 centímetros, os sensores de estacionamento à frente e atrás, assim como a câmara de visão traseira são bastante úteis.

A dotação de série, bastante completa, compreende ainda o ar condicionado automático, os faróis automáticos, os comandos de audio e cruise control no volante, bancos dianteiros aquecidos, computador de bordo, painel de instrumentos analógico com ecrã TFT a cores, entre outros.

AO VOLANTE

Como já habitual nas pick-up de tração integral, o condutor beneficia de uma posição elevada ao volante, que assegura uma boa visibilidade para o exterior.

O novo motor diesel de 2,8 litros da Toyota Hilux Invincible oferece uma elevada disponibilidade de binário a baixa rotação, embora nos modos “Normal” e “Eco” não seja particularmente rápido a subir de rotação para não penalizar o consumo. O caso muda de figura no modo “Power”, que passa a oferecer uma maior agradabilidade de condução, designadamente nas acelerações e nas recuperações.

Por outro lado, o “Start / Stop” deixa de estar disponível, o nível de ruído oriundo do compartimento do motor aumenta e a média do consumo de combustível indicada pelo computador de bordo no ecrã multifunções do painel de instrumentos também sobe.

O comportamento dinâmico da Hilux Invincible é bastante prevísivel, graças à precisão da direção, ao controlo da carroçaria e à firmeza da suspensão em pisos planos. Mesmo quando estes se degradam um pouco, os engenheiros da Toyota efetuaram algumas alterações na suspensão para evitar que o eixo traseiro salte tanto quando circula em vazio.

Em fora de estrada, o sistema de tração integral permite utilização em modos 4×2 ou 4×4 (altas e baixas) e se não for suficiente o condutor tem ainda ao dispor o bloqueio de diferencial ou o controlo de assistência em descida para ultrapassar obstáculos mais difíceis. As capacidades em todo-o-terreno são garantidas por um ângulo de ataque de 29º e de saída de 27º.

VEREDICTO

Com o novo motor de 2,8 litros de 204 cv e um nível de equipamento bastante completo que se equipara aos ligeiros de passageiros da Toyota, a Hilux Invincible conta com argumentos renovados para quem necessita de um veículo uma capacidade de carga até uma tonelada para atividades ligadas ao trabalho ou ao lazer, que permite chegar a locais de acesso mais difícil.

O reforço tecnológico e da dotação de série teve como reflexo um preço de aquisição relativamente elevado – 60.040 euros no caso da unidade ensaiada já com pintura Bronze Oxide – e que está ligeiramente acima dos principais concorrentes. Mas, por outro lado, a Toyota oferece uma garantia de sete anos.    

 

Gostámos Gostámos

Qualidade construção

O design do painel de bordo é semelhante ao de um ligeiro de passageiros e a qualidade de construção é de excelente nível, apesar de não existirem plásticos suaves ao toque. A prioridade foi dada à robustez e à durabilidade.

Fora de estrada

As aptidões de todo-o-terreno da versão de tração integral e a capacidade de carga de uma tonelada foram sempre argumentos reconhecidos na pick-up da Toyota. A nova Hilux Invincible continua a oferecer a possibilidade de acesso a locais mais difíceis.

Imagem

O estilo exterior, com a grelha frontal tridimensional, sublinha a imagem de robustez, potência e resistência da pick-up da Toyota. A versão Invincible recebe um acabamento mais requintado para a aproximar visualmente do universo dos SUV.

Não Gostámos Não Gostámos

Preço

A renovada Hilux Invincible recebeu um novo motor mais potente, uma imagem cuidada e um nível de equipamento bastante completo, quer de conforto, que de assistência à condução. O reverso da medalha é um preço superior a 60 mil euros.

Consumo

Em modo de condução “Normal” e “Eco” é possível obter um consumo de combustível ligeiramente acima dos 9,1 l/100 km, mas o motor não é muito rápido a responder ao acelerador. O caso muda de figura no modo “Power” e o consumo também…

Habitabilidade traseira

A versão de cabina dupla da Hilux oferece um generoso espaço para quatro ocupantes, apesar de estar homologada para cinco lugares. Neste caso, os passageiros dos bancos traseiros têm de fazer a viagem muito apertados.


Toyota Hilux Invincible 2.8 D

Preço 60.040 € 

Motor Diesel, 2775 cc
Potência 204 cv às 3400 rpm
Binário 500 Nm às 1600-2400 rpm
Transmissão 4WD, Auto 6 vel.
Peso 2355 kg
Comp./Larg./Alt. 5,32/1,90/1,82 m
Dist. entre eixos 3,09 m
Capacidade carga 855 kg
Desempenho 12,0 0-100 km/h; 175 km/h Vel. Máx.
Consumo 9,5 (9,1) l/100 km
Emissões CO2 248 g/Km

Equipamento
Série: Sistema de navegação, o ar condicionado automático, os sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, a câmara traseira ou o sistema de som JBL Premium de nove altifalantes que incorpora um amplificador de 800 W de oito canais e a tecnologia CLARi-Fi, sistema de controlo de assistência em descida (DAC), bloqueio de diferencial, sistema de alerta de pré-colisão, cruise control adaptativo, assistente de manutenção na faixa de rodagem, reconhecimento de sinais de trânsito, controlo de estabilidade do veículo e de assistência ao arranque em subida.