Skoda Fabia 1.0 TSI 110 cv First Edition. Oferecer mais por menos

Texto: Carlos Moura
Data: 5 de Agosto, 2022

A Skoda continua fiel à tradição de oferecer mais equipamento por menos dinheiro e o novo Fabia não é exceção. A versão de lançamento First Edition, equipada com motor de 999 cc de 110 cv e caixa manual de seis velocidades, é mais um bom exemplo da filosofia da marca checa de disponibilizar automóveis espaçosos e confortáveis, dotados com soluções engenhosas. 

Com o desaparecimento do Citigo, o Fabia passou a ser o modelo mais compacto da gama da Skoda, sendo também um dos mais populares da marca, com mais de 4,5 milhões de unidades comercializadas desde o lançamento da primeira geração em 1999.

O Fabia foi um dos modelos que ajudou a Skoda a ultrapassar a imagem de marca “low cost” do Volkswagen Group e a estabelecer a reputação de oferecer mais por menos, assim como soluções engenhosas, designadas “Simply Clever”.

Construído sobre a moderna plataforma MQB A0 do Volkswagen Group, o novo Fabia ultrapassou, pela primeira vez, a fasquia dos quatro metros – o crescimento do comprimento total foi de 11 centímetros face à geração anterior -, enquanto a distância entre-eixos também aumentou 9,4 centímetros para os 2,56 metros.

Em termos de imagem, a secção dianteira distingue-se pelos faróis estreitos e afilados, que se estendem até à grelha hexagonal, assim como as linhas esculturais no capot. O pára-choques dianteiro possui condutas de arrefecimento na entrada de ar inferior, que possuem lâminas ativamente reguláveis, as quais fecham automaticamente quando há pouca necessidade de refrigeração. A Skoda estima que esta tecnologia seja responsável por uma economia de 0,2 l/100 km quando se circula a uma velocidade constante de 120 km/h.

As caixas dos espelhos retrovisores reguláveis eletricamente são menores do que na geração anterior, o que se traduz numa melhoria do fluxo de ar, enquanto as jantes de liga leve apresentam acabamentos em plástico, otimizados aerodinamicamente.

INTERIOR

O aumento da distância entre-eixos para os 2,56 metros permitiu à Skoda disponibilizar um amplo espaço interior para os ocupantes dos lugares dianteiros e traseiros, mesmo de estatura mais elevada.

Os designers de interiores da Skoda procuraram criar um painel de bordo intuitivo, sem redundâncias desnecessárias e com uma estrutura lógica. As principais funções estão facilmente acessíveis, designadamente os comandos físicos do ar condicionado e mesmo do volume de som. Menos ergonómico será o acesso ao comando do regulador da velocidade de cruzeiro, localizado atrás do volante multifunções.

Os plásticos rijos dominam o interior do Fabia, embora a sua robustez seja inquestionável.  O painel de bordo conta com grandes aberturas da ventilação com acabamento cromado, um novo “lettering” Fabia nas partes laterais do painel de instrumentos simétrico digital de 10,25”. A consola central, por sua vez, acomoda um ecrã tátil de 9,2”.

LEIA TAMBÉM
Embora sem carrinha. Nova Skoda Fabia cresce no tamanho e nas ambições

A unidade ensaiada contava com tecto em vidro panorâmico multicamadas, solução que, segundo a Skoda, permite aumentar a luminosidade no habitáculo, dispondo de uma camada de baixa emissividade para garantir que uma parte do espetro da radiação solar se dissipe durante o verão. Para países do sul da Europa, como Portugal, será uma boa ideia encomendar a pála de sol removível para o tecto panorâmico porque, caso contrário, será quase impossível circular nos dias de maior calor sem o ar condicionado ligado.

Espaços para arrumar objetos não faltam no interior do Fabia, incluindo porta-copos, bolsas nas portas, um grande guarda-luvas, um compartimento por baixo do apoio de braços e uma base para telefones junto à alavanca da caixa de velocidades. As costas dos bancos dianteiros dispõem igualmente de umas bolsas para pequenos objetos.   

Impressionante é a capacidade da bagageira que oferece 380 litros com os bancos traseiros em posição normal, podendo chegar aos 1190 litros com o rebatimento do mesmos, numa configuração 60/40.

MECÂNICA

A quarta geração do Skoda Fabia está disponível em quatro motorizações a gasolina da geração EVO, que cumprem a norma de emissões Euro 6d, sendo propostos em níveis de potência de 80 a 110 cv.

Os motores de três cilindros e injeção direta possuem camisas de cilindro com revestimento de plasma. A inovadora camada fina revestida a pó mede apenas 150 μm (0,15 mm) e substitui as camisas de cilindro de ferro fundido, reduzindo o atrito interno nos três cilindros. Isso reduz o consumo de combustível e as emissões. Através de uma melhor distribuição e dissipação de calor na câmara de combustão, também diminui a carga térmica no motor.

Os motores operam no ciclo Miller de baixo consumo de combustível e com alta pressão de injeção de 350 bar. No ciclo Miller, as válvulas de admissão permanecem abertas por mais tempo durante o curso de compressão, o que reduz a perda de bombeamento e melhora a eficiência térmica. O turbocompressor apresenta geometria variável, que produz mais binário numa faixa mais ampla de rotações do motor e emissões mais baixas.

A motorização 1.0 TSI de 110 cv pode estar associada a uma caixa manual de seis velocidades, permitindo ao Fabia acelerar dos 0 aos 100 km/h em 9,7 segundos e alcançar uma velocidade máxima de 205 km/h. O consumo médio anunciado é de 4,9 l/100 km.

As ligações ao solo são asseguradas pela suspensão dianteira independente do tipo McPherson e de eixo traseiro de torção. O sistema de travagem é constituído por discos à frente e tambores atrás.

TECNOLOGIA

A quarta geração do Skoda Fabia estreia o painel de instrumentos digital de 10,25 polegadas – Virtual Cockpit – que pode ser configurado em função do gosto e das necessidades do utilizador.

O novo Fabia recebeu a terceira geração de sistemas de infoentretenimento. A versão de topo Amundsen apresenta um ecrã personalizável de 9,2 polegadas e permite a integração Apple CarPlay e Android Auto sem fios. Esta opção leva o Fabia a prescindir do sistema de navegação, entregando essa funcionalidade ao smartphone.

À semelhança dos mais recentes modelos do Volkswagen Group, as ligações por fios asseguradas por entradas USB-C, obrigando o utilizador a adquirir cabos deste tipo para permitir o uso de equipamentos mais antigos.

A dotação de série compreende o ar condicionado manual, sensor de estacionamento traseiro, chave sem contacto para arrancar – sendo, no entanto, necessária para acionar o fecho central de portas – sensores de luz e chuva.

O Fabia First Edition conta com alguns sistemas de assistência à condução como o regulador da velocidade de cruzeiro (cruise control), cujo comando está localizado atrás do volante, assistente de manutenção de faixa de rodagem com correção de trajetória, deteção de fadiga e Front Assist (assistência frontal).

AO VOLANTE

A melhor posição atrás do volante é fácil de encontrar graças às possibilidades de regulação manual do assento em profundidade, altura e inclinação.Além disso, a coluna da direção também é ajustável em altura e inclinação. O próprio banco é bastante confortável e oferece um excelente apoio para os ombros e as costas.

A visibilidade para o exterior é melhor do que muitos concorrentes do segmento, graças não só à ampla superfície vidrada, mas também à reduzida espessura dos pilares, facilitando as entradas em cruzamentos e rotundas.

O óculo traseiro também possui dimensões generosas, facilitando as manobras de estacionamento. Além disso, os sensores de estacionamento traseiros são de série na versão First Edition.

Uma das motorizações disponíveis no Fabia é a de três cilindros, turbo e 110 cv, associada a uma caixa manual de seis velocidades. O escalonamento demasiado longo das relações de transmissão comprometem a agilidade do Fabia, designadamente a baixos regimes, enquanto a elasticidade também não é um dos seus argumentos nem a aceleração dos 0 aos 100 km/h, sendo necessários quase dez segundos para atingir essa velocidade.

Também é frequente conduzir de acelerador a fundo em primeira ou segunda velocidades, só para acompanhar o fluir do trânsito. O Fabia conta com um indicador de mudança ideal, mas não vale a pena seguir as suas sugestões porque são demasiado otimistas, designadamente nas passagens de segunda para terceira velocidades em subida, que nem necessita de ser muito pronunciada. Mais agradável é a utilização acima das 2000 rpm e aí o compacto da Skoda revelou-se bastante competente.

Em termos de consumos e apesar de estar dotado com sistema Start-Stop com recuperação de energia de travagem, o Fabia deveria ser mais frugal, mas o computador de bordo registou uma média de 6,3 l/100 km durante o ensaio, acima dos 4,8 l/100 km anunciados pela marca.

VEREDICTO

Proposto a partir 23.128 euros a que se juntam 490 euros relativos à pintura especial opcional, o Skoda Fabia 1.0 TSI 110 cv First Edition tem como um dos grandes argumentos uma relação quase imbatível entre preço e equipamento, já que a marca checa se manteve fiel à sua política de oferecer mais por menos.

Tudo é de série, incluindo soluções engenhosas como o apoio de braços com Jumbo Box, chapéu de chuva no interior da porta do condutor, os dois bolsos de armazenamento para smartphone nas costas dos bancos dianteiros. A isto junta-se um espaço mais que generoso para ocupantes e respetivas bagagens, assim como um elevado conforto a bordo.

 

Gostámos Gostámos

Bagageira

Como é habitual na Skoda, os 380 litros da bagageira ultrapassam a generalidade da concorrência. Se não for suficiente é sempre possível rebater os bancos traseiros, numa divisão 60/40, e aumentar a capacidade para uns impressionantes 1190 litros.

Habitabilidade traseira

O aumento de 9,4 centímetros para 2,56 metros na distância entre-eixos permitiu a disponibilização de uma generosa habitabilidade traseira para dois adultos, não faltando espaço para os joelhos. Acomodar uma terceira pessoa já não será tão simples.

Soluções Skoda

A Skoda tem o hábito de disponibilizar soluções engenhosas e o Fabia não é exceção, incluindo um guarda-chuva que se arruma facilmente num pequeno compartimento na porta do lado do condutor, um apoio de braços Jumbo box ou bolsas para smartphones.

Não Gostámos Não Gostámos

Comando cruise control

O comando satélite do regulador de velocidade está localizado no lado direito da coluna da direção, atrás do volante. Este dispositivo até é simples de funcionar mas está longe de ser intuitivo porque obriga o condutor a procurá-lo.

Escalonamento caixa

O escalonamento demasiado longo da caixa manual de seis velocidades penaliza a agradabilidade da condução, especialmente a baixos regimes, obrigando a recorrer com demasiada frequência à alavanca da transmissão e aumenta os consumos.

Ausência cortina teto

O Skoda Fabia First Edition está equipado com um tecto em vidro panorâmico, mas não tem qualquer cortina interior para proteger contra a luminosidade excessiva durante o verão nos países do sul da Europa, obrigando a circular com o ar condicionado quase no máximo.

 

 

Skoda Fabia 1.0 TSI 110 cv First Edition

Preço 23.618 € (com pintura especial opcional)
Motor Diesel, 3 cil., 998 cc
Potência 110 cv às 5500 rpm
Binário 200 Nm às 2000-3000 rpm
Transmissão Man, 6 vel.
Peso 1170 kg
Comp./Larg./Alt. 4,17/1,78/1,46 m
Dist. entre eixos 2,55 m
Mala 380 – 1190 l
Desempenho 9,7 0-100 km/h; 205 km/h Vel. Máx.
Consumo 4,8 (6,3*) l/100 km
Emissões CO2 124 g/Km

* Medições Turbo

Equipamento
Série: Airbag para condutor e passageiro,com desativação do airbag do passageiro, ar condicionado manual, apoio de braços dianteiro com Jumbo box, bancos traseiros rebatíveis, com apoio de braços central, chave para o fecho central com controlo remoto, Bluetooth, Cockpit virtual, Cruise Control + Speedlimiter, Driver Alert – sistema reconhecimento anti-fadiga para o condutor, fecho central com sistema Keyless Go, faróis e luzes traseiras LED, Front Assist com sistema de travagem de emergência, sistema Start&Stop com recuperação de energia da travagem, Lane Assist, Luzes de circulação diurna com Coming, Volante multifunções em pele, 2 raios, jantes de liga leve 17” Rotare Aero