Kia Sorento PHEV AWD. Luxo à coreana

Texto: Francisco Cruz
Data: 1 de Abril, 2022

Nesta nova geração, maior e ainda mais luxuoso, o SUV Sorento mantém-se como a epítome do melhor que a sul-coreana Kia tem para oferecer na Europa. A partir de agora, também com preocupações ambientais, traduzidas numa estreante motorização híbrida plug-in, mas que não esconde algum conservadorismo…

Desde há muito o modelo topo de gama na oferta da marca sul-coreana em Portugal, o Kia Sorento está já disponível, no mercado nacional, naquela que é a sua quarta geração. Com a qual o construtor de Seul espera continuar a disputar uma corrida há muito encarada e que passa por tentar conquistar clientes aos rivais alemães, oferecendo mais (equipamento), por menos (preço).

De resto, os esforços de marcação aos rivais começam ainda no exterior, com este novo Sorento a exibir uma estética renovada por completo, nalguns aspectos, de forma até arrojada. A que acresce, depois, estratégias há muito conhecidas visando uma postura mais… estatutária, como é o caso da profusão de aplicações metalizadas, a começar na grelha frontal reformulada e mais estilizada. Seguindo-se, nas laterais, as molduras do vidros e, já na traseira, na parte inferior do pára-choques, a marcarem umas saídas de escape hexagonais.

Foto: Turbo/Carlos Moura

Numa proposta que continua a crescer – tem agora mais 10 mm em comprimento, atingindo os 4,80 metros… -, visível, igualmente, a generosa distância entre eixos – acima dos 2,8 metros -, que as rodas de 19 polegadas ajudam a salientar. E que é, por si só, promessa de muito espaço interior…

Mas, isso, é algo para falar a seguir….

INTERIOR

Habitabilidade e conforto continuam, sem dúvida, a ser argumentos de peso neste Kia, isto num habitáculo em que, confessamo-lo desde já, gostámos bem menos das soluções estéticas, demasiado conservadoras quando comparadas com o maior arrojo das linhas exteriores. Perdendo, inclusivamente, para a solidez perceptível e qualidade dos materiais utilizados como revestimento, com destaque para o metal escovado, o plástico em preto brilhante e a muita pele.

Foto: Turbo/Carlos Moura

Sentados aos comandos, a confirmação de uma posição de condução convincente, confortável e a facilitar o acesso à generalidade dos comandos, ecrã do sistema de informação e entretenimento incluído. Isto, a partir de um banco com todas as regulações necessárias e acompanhado de um volante também ele ajustável e de pega agradável, assim como de uma pedaleira em metal, além de apoio de pé esquerdo bem definido… mas curto. Sendo que, num carro grande, difícil torna-se a visibilidade exterior e, particularmente, traseira, ainda que, no caso deste Sorento, de pronto atenuadas pelo sistema de câmaras exteriores. Com particular destaque para as laterais, as quais, sempre que ligamos o “pisca” para mudar de direcção, surgem projectadas no painel de instrumentos 100% digital, para que possamos ver o interior da curva e não tocar num qualquer obstáculo.

LEIA TAMBÉM
Novo Kia Sorento. Estatuto, tecnologia… e promessas de eletrificação

Num habitáculo onde existem quase tantas tomadas USB, quanto os espaços de arrumação, espaçosos e confortáveis são também os três lugares na segunda fila, com o banco individual do lado direito a possuir igualmente um sistema de avanço/rebatimento num só movimento, accionável mediante o pressionar do botão no topo das costas, e que acaba facilitando o acesso aos dois bancos individuais que compõem a terceira fila. E que, embora de montagem fácil, a partir da posição integrada no piso, acabam revelando uma habitabilidade limitada, mostrando-se mais adequados, sim, para ocupantes de palmo e meio. Isto, não apenas porque o espaço para pernas é pouco, mas também porque os joelhos ficam consideravelmente mais altos que a anca…

Foto: Turbo/Carlos Moura

Quanto à bagageira, apresenta a mesma característica da generalidade dos modelos de sete lugares, ou seja, a sua capacidade está dependente do número de ocupantes: com apenas cinco ocupantes, uma capacidade máxima convincente, neste caso, de 809 litros, ao mesmo tempo que, com os sete lugares em uso, não vai além dos 175 litros. Já com apenas os lugares da frente ocupados e a segunda rebatida na horizontal e no seguimento do piso da mala, um “mundo” com 1.988 litros, acrescido de um acesso sempre amplo, através de um portão de accionamento elétrico.

MECÂNICA

Disponível, pela primeira vez, com uma única motorização híbrida plug-in, o Kia Sorento PHEV AWD tem na base um quatro cilindros 1.6 Turbo a gasolina, a debitar 179 cv e 265 Nm, acrescido de um motor elétrico a prometer mais 91 cv e 304 Nm, graças, igualmente, a uma bateria de polímeros de lítio, com 13,8 kW de capacidade, disposta em posição central.

Anunciando, em conjunto, uma potência combinada de 265 cv e um binário máximo combinado de 350 Nm, a gerir estes dois motores, surge uma caixa automática de seis velocidades com selector rotativo e patilhas metálicas no volante, que, mais suave do que rápida na engrenagem, não deixa, ainda assim, de contribuir para uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 8,7 segundos e para uma velocidade máxima anunciada de 193 km/h (140 km/h em modo elétrico). Embora e também neste capítulo, o sistema seja bem mais convincente numa toada descontraída em que é o motor elétrico a assumir a maior parte da propulsão, do que quando tem dar primazia ao motor de combustão, sem que isso signifique garantir conseguir as prometidas mais-valias daí decorrentes…

Foto: Turbo/Carlos Moura

Aliás, optando por andamento extremados, surge a garantia de que, até pelas quase 2,7 toneladas de peso do conjunto (sem ocupantes ou bagagens), será impossível alcançar os 1,6 l/100 km de média anunciados como consumo oficial, ou até mesmo os 4,3 l/100 km que nós fizemos numa utilização real. Desde logo, porque a autonomia elétrica prometida de 57 quilómetros (70 km em ciclo urbano) nunca passou dos 53 km e, a partir do momento em que esta se esgota, o melhor mesmo é contar com médias substancialmente mais elevadas.

Finalmente e quanto a carregamentos, o Sorento não admite mais do que postos de corrente alterna com potências de 3,3 kW, através dos quais deverá ser possível recuperar a carga máxima das baterias em 3,4 horas. Mais ou menos, pelo menos….

TECNOLOGIA

Proposta topo de gama, a nova geração Kia Sorento procura expressar essa mesma condição também na tecnologia que enverga, a começar pelos ecrãs 100% digitais, dos quais fazem parte um painel de instrumentos de 12,3″ e de layout conservador em demasia, assim como i, ecrã central táctil de 10,25″, porta de entrada do sistema de infoentretenimento, com botões tácteis, mas dos quais não faz parte um acesso directo ao telefone ou, ainda menos compreensível, à página inicial.

Foto: Turbo/Carlos Moura

Positivo, a presença da navegação, do ar condicionado automático tri-zona, do carregador wireless, sistema de câmaras 360°, Cruise Control Adaptativo com Sistema Stop&Go, e sistema de modos de condução (Eco, Sport e Smart) com mais três opções específicas para o todo-o-terreno (Neve, Lama e Areia). Mas, principalmente e já no domínio da condução e segurança, os sensores de parqueamento à frente e atrás, a travagem autónoma de emergência também para trás, o monitor de ângulo morto, a travagem em descidas íngremes, a ajuda ao arranque em subidas, a manutenção na faixa de rodagem, a assistência à condução em auto-estrada e o parqueamento remoto. Entre muitas mais tecnologias…

AO VOLANTE

Grande e pesado, o novo Kia Sorento PHEV AWD assume-se, assim e antes de mais, como uma óptima proposta para uso familiar, em que o conforto e a condução descontraída são as características mais valorizadas.

Marcado invariavelmente por uma direcção também ela concebida em prol do conforto, assim como por uma suspensão que, nem mesmo com o modo Sport seleccionado, consegue anular as fortes transferências de massa, sempre que a condução a isso obriga, é, assim, numa utilização sem exageros, que o SUV sul-coreano melhor se sente. Não deixando de aproveitar e sempre que a situação o recomende, as restantes opções do sistema de modos de condução, em que o Smart propõe uma utilização mais inteligente e eficaz do sistema de propulsão híbrido, e o Eco (que adopta por defeito) aposta principalmente no motor elétrico para se adequar melhor a uma utilização citadina.

Foto: Turbo/Carlos Moura

Ainda assim, a possibilidade, igualmente, do condutor poder seleccionar o tipo de propulsão que prefere utilizar: Elétrica, Híbrida, ou Automática. Esta última, aquela em que fica nas mãos dos próprio sistema definir, a cada momento, qual a melhor solução.

No entanto e no caso de fazer parte daquele tipo de chefes de família que gosta de alguma aventura, a garantia não apenas da manutenção do conforto por praticamente qualquer tipo de piso, como também do aproveitamento da mais-valia transmitida por uma altura ao solo de 174 mm, conjugada com a presença de tracção integral e até mesmo de modos de condução específicos para o TT, seleccionáveis no mesmo botão rotativo: Snow, a opção indicada para situações de neve; Mud, para pisos fortemente enlameados; e Sand, para percursos de areia. Não faltando sequer e entre outras ajudas, o tradicional sistema de apoio à descida em planos inclinados… assim como ao arranque em subidas íngremes..

VEREDICTO

Verdadeira e convincente proposta familiar cujas dimensões exteriores permitem anunciar muito espaço… e conforto, o novo Kia Sorento PHEV AWD junta, a estes predicados renovados, o reforço do chamado “luxo à coreana” e que se manifesta, não somente nos materiais, como também e principalmente através de uma muito recheada lista de equipamento de série.

Foto: Kia/Carlos Moura

Assim e mesmo sem apostar propriamente nas sensações ao volante, fica, igualmente, a capacidade e versatilidade para (quase) todo o tipo de utilização no dia-a-dia, já que, até pela já referida tecnologia, nem mesmo as dimensões exteriores generosas, chegam para levantar grandes dificuldades numa condução quotidiana. Algo que, em conjunto com todo o bem-estar a bordo, só pode ser (mais) um bom argumento.

 

Gostámos Gostámos

Habitabilidade

Com um comprimento aumentado em mais 10 mm, para os 4,810 m,  e uma distância entre eixos de 2,81 m, o novo Sorento anuncia habitabilidade para famílias grandes, ainda a partir do exterior.

Conforto

Porque só a habitabilidade não chega para garantir um elevado bem-estar a bordo, a garantia de conforto é outros dos mais fortes argumentos nesta nova geração do volumoso SUV sul-coreano.

Equipamento

Procurando oferecer mais, por menos, quando comparado com as propostas alemãs, o Kia Sorento exibe uma lista de equipamentos de série que envergonha muitos rivais…

Não Gostámos Não Gostámos

Sistema de infoentretenimento

Apesar de agraciado com uma ecrã táctil de boas dimensões, a verdade é que, depois, em termos de intuitividade, o sistema de informação e entretenimento não é dos mais intuitivos, exigente habituação.

Caixa de velocidades

Embora concebida em linha com a postura do próprio carro, a caixa automática de seis velocidades continua a ser um dos componentes que maior paciência exige no cumprir das ordens do condutor…

Terceira fila

Apesar das dimensões generosas de um habitáculo claramente concebido para famílias mais numerosas, também não deixa de ser verdade que, existem lugares, com passageiros já destinados. É o caso da terceira fila, perfeita, mas apenas e só, para ocupantes de palmo de meio.


Kia Sorento PHEV AWD

Preço 65 950 € (59 950 € com campanha de financiamento Santander)

Motor Gasolina, 4 cil., 1598 cc, turbo + motor elétrico
Potência combinada 265 cv
Binário combinado 350 Nm

Transmissão AWD Active-On-Demand, cx. auto. 6 vel.
Peso 2680 kg
Comp./Larg./Alt. 4,81/1,90/1,69 m
Dist. entre eixos 2,81 m
Mala 175 – 809 – 1.988 l
Desempenho 8,7 0-100 km/h; 193 km/h Vel. Máx.
Consumo WLTP 1,6 (4,3*) l/100 km
Autonomia Elétrica 57 (53*) l/100 km

Emissões CO2 38 g/Km
Bateria/capacidade Polímeros de iões de lítio, 13,8 kWh

Tempos de carga 3,4h (3,3 kW C.A.)

* Medições TURBO

Equipamento
Série: Jantes de Liga leve 19″, faróis dianteiros Dual LED, Luzes diurnas e faróis de nevoeiro em LED, sensores de parqueamento dianteiros e traseiros, tecto panorâmico com abertura elétrica, vidros escurecidos, bancos em pele aquecidos e ventilados, travão de estacionamento elétrico, ar condicionado automático tri-zona, banco do condutor com ajustes elétrico e memórias, câmara de estacionamento 360°, carregador wireless para smartphone, cluster digital com ecrã LCD de 12,3″, sistema de reconhecimento por voz, Cruise Control Adaptativo com sistema Stop&Go, ligações USB na primeira, segunda e terceira filas, sensor de luz, selecção de modos de condução, sistema de chave inteligente e botão start, sistema de navegação com touchscreen de 10,25″, sistema de som Bose, alarme, airbags frontais, laterais e de cortina, Blind Spot Collision Avoidance (BCA) traseiro, Blind Spot View Monitor (BVM), Downhill Brake Control (DBC), Electronic Stability Control (ESC), Hill Assist Control (HAC), Head-Up Display, Highway Driving Assist (HDA), Intelligent Speed Limit Assist (ISLA), Lane Following Assist (LFA), Lane Keeping Assist (LKA), Multi-Collision Brake (MCB), Parking Collision-Avoidance Assist (PCA), Remote Smart Parking Assist), Sensor de chuva, Tire Pressure Monitoring System (TPMS) e Trailer Stability Assist (TSA).