DS7 Crossback E-Tense 4×4 começa nos 53 800€ (So Chic)

Texto: António Amorim
Data: 18 Novembro, 2019

Fazendo justiça à sua imagem de luxo de inspiração francesa, a DS Automobiles, jovem marca premium do grupo PSA (Peugeot-Citroën) transformou o icónico Hotel Molitor, em Paris, na sua plataforma de lançamento da estratégia de eletrificação.

Ao longo de três semanas (de 11 a 29 de novembro de 2019) aquele hotel serve de base à DS para a apresentação dos seus dois modelos eletrificados, o elétrico puro DS3 Crossback E-Tense e o Híbrido Plug-in DS7 Crossback E-Tense 4×4, este último em estreia mundial dinâmica. O evento envolveu ainda a instalação de 24 pontos de carregamento na frente do hotel para os modelos em teste.

Tanto o DS3 Crossback E-Tense como o DS7 Crossback E-Tense 4×4 já podem ser encomendados em Portugal e já têm preços. O Modelo mais compacto começará nos 41 mil euros e o SUV maior nos 53 800 euros, em ambos os casos com o nível de equipamento intermédio So Chic e já com a suspensão ativa DS Scan no caso do DS7.

Conduzimo-lo tanto na cidade como à saída e entrada dela, mas também num percurso fora-de-estrada bastante enlameado, onde nos foi possível comprovar a boa tração e motricidade proporcionadas pelo sistema de tração integral proporcionado pela presença de um motor elétrico com 110 cv no eixo traseiro. É graças a este motor e a um outro de igual potência acoplado ao motor a gasolina PureTech de 1.6 litros e 200 cv com caixa automática de 8 velocidades que o DS7 Crossback E-Tense consegue uma potência combinada de 300 cv (520 Nm) e uma aceleração de 0-100 km/h em  5,9 segundos.

Suave de suspensão e de direção, o DS7 eletrificado arranca sempre no modo elétrico mas se tiver a bateria de iões de lítio (130 kg) totalmente carregada com os seus 13,2 kWh de capacidade, consegue andar, segundo a marca, 58 km no modo elétrico puro (ciclo WLTP), o que significa um consumo médio de 1,3 litros aos cem (30 g de CO2/km) nos primeiros cem quilómetros.

Durante esta apresentação não conseguimos ver mais do que 32 km de autonomia elétrica exibidos no ecrã digital com uma carga completa e também verificámos médias de consumo elétrico superiores a 25 kWh/100 km, ficando por apurar números mais exatos quando o ensaiarmos por cá.

Entretanto, fique a saber que, com uma potência de carga de 7,4 kW o DS7 E-Tense precisa de duas horas para reaver a autonomia elétrica completa, com a qual consegue andar até aos 135 km/h de velocidade máxima. Se tiver mais pressa pode ser sair do modo EV, bastando pisar a fundo ou selecionar um dos modos Híbrido, Sport ou Normal, para ter à disposição uma velocidade máxima de 235 km/h. Para andar fora de estrada com todo o conforto e suavidade e sem abrir mão de uma excelente capacidade de progressão em pisos escorregadios, há que selecionar o modo 4×4.

Dentro dos seus 4,57 metros de comprimento por 1,91 m de largura e 1,62 m de altura o DS7 E-Tense consegue albergar quatro ou cinco adultos em grande conforto, proporcionando uma bagageira de 555 litros de volume, tal como todos os outros DS7 não eletrificados.

O Design é o seu principal cartão de visita, dominado pelas formas em losango nos botões, indicadores e até nas costures do tablier forrado a pele, tal como os bancos e as portas.

Tal como o DS3 elétrico, também o DS7 Crossback E-Tense kjá pode ser encomendado, esperando-se as primeiras entregas em território nacional no início de 2020.