Publicidade

DS e-Tense intensifica emoções fortes ao volante

Texto: Nuno Fatela
Data: 27 de Fevereiro, 2016

Cotado pela marca gaulesa como “arte em movimento”, o concept DS e-Tense revela nova aproximação da marca ao universo dos coupés, após o Divine, e vai oferecer elevadas prestações com recurso a um motor elétrico de 402 CV.

A DS continua a afirmar-se como montra para as tecnologias de ponta e oferta destinada ao segmento premium dos franceses da PSA, e promete ser agora um dos destaques do Salão de Genebra com o entusiasmante concept e-Tense. Após o Divine, primeiro protótipo da marca, este modelo revela nova aproximação ao universo dos coupés com imagem desportiva e foco na aerodinâmica, sendo apresentado como “uma mistura entre luxo, high-tech e elevada performance”. Oferecendo um vislumbre do futuro da marca, tanto no design e tecnologias como na aposta nas motorizações elétricas, a DS refere ainda que o e-Tense é “uma viatura que faz sonhar e que faz desejar assumir o volante”.

As formas deste modelo com 4,72m de comprimento, 2,08m de largura e 1,29m de altura tem semelhanças e inspiração nos coupés Gran Turismo (GT), com o exterior a apresentar-se num atraente verde Ametrine metalizado. A imagem avant-garde é sublinhada pelas linhas da retaguarda, onde se nota a ausência do “tradicional” vidro traseiro, o que permitiu aos designers da casa francesa dar ainda mais asas à criatividade. Asas também se notam nas “DS Wings” dianteiras, mais volumosas nas extremidades que se prolongam para a grelha de generosas dimensões e as óticas DS Active Vision LED, que anunciam as futuras tecnologias de iluminação da DS. A sua imagem obtém inspiração na joalharia e relojoaria, e o formato assemelha-se a “pontos perolados”. Na retaguarda surge uma homenagem ao DS de 1955, com a incorporação dos indicadores de mudança de direção no tejadilho.

 

O interior apresenta “o savoir-faire de luxo à francesa e os materiais nobres”, onde surge o couro e o alumínio guilhotinado na consola central, num trabalho manufaturado que demorou mais de 800h até estar finalizado. A marca destaca este elemento como “derradeira prova desta atenção ao detalhe própria da DS, o recorte em guilhotina com o seu motivo Clous de Paris, que envolve os toggle switches da consolo central”. Indicações que aumentam a expetativa para conhecer as primeiras fotos do habitáculo que ainda não foram reveladas pela marca.

Tal como no concept Divine, também o e-Tense será um espaço de associação de grandes marcas francesas, surgindo um estojo porta-capacetes “Maison Monat”, um relógio feito à mão da “BRM Chronographes” e um sistema audio com 9 altifalantes de alta fidelidade e 640W da Focal. O modelo irá contar com um touchscreen de 10” desenvolvido com a Coyote em combinação com a instrumentação com recurso a um painel de 12”.

Para o e-Tense, a DS optou por uma motorização elétrica que beneficia do know-how obtido pela marca na Fórmula E. Com uma potência de 402CV e 516Nm de binário enviados para duas rodas, o modelo oferece uma autonomia de 310kms, proporcionados pelas baterias de 53KWh colocadas sob o chassis da viatura. Isto também melhora o centro de gravidade do novo protótipo de um coupé GT gaulês, que é capaz de acelerar até aos 250 km/h, demorando apenas 4,5 segundos a atingir os 100 km/h.