Publicidade

Detroit oferece Forte pista sobre o novo Kia Cee’d?

Texto: Nuno Fatela
Data: 16 de Janeiro, 2018

A apresentação do Kia Forte, exclusivo para o mercado americano, no evento realizado na Motor City poderá antever algumas das alterações que serão introduzidas na nova geração do cee’d. Este modelo deverá ser apresentado em março, no Salão de Genebra.

A Kia está a desvendar no Salão de Detroit o novo sedan ‘Forte’. Este é um modelo destinado apenas ao mercado americano, o que poderia tornar esta apresentação irrelevante para o continente europeu. No entanto, como partilha diversos elementos com o cee’d,  têm vindo a surgir indicações de que o Kia Forte pode revelar algumas pistas sobre como poderá ser a próxima geração desse modelo, pelo menos na estética. É, no entanto, preciso recordar que estamos na presença de dois modelos com carroçarias distintas, um sedan e um hatchback, pelo que essas similaridades estariam principalmente na dianteira.

A apresentação do modelo estará marcada para o Salão de Genebra, segundo os rumores mais recentes, e a entrada em comercialização ocorrerá no segundo semestre. Mas é possível que muitos dos traços estilísticos possam já ser já antevistos neste novo Kia Forte. Além disso, é preciso recordar que no Salão de Frankfurt, em outubro, foram já sendo avançadas algumas pistas, através do concept Proceed que anuncia o futuro para a carrinha desta gama.

Em termos estéticos, verificam-se várias parecenças entre o novo Kia Forte e o Stinger. Ou seja, temos um sedan com laivos de desportivismo, como nas formas alongadas das óticas, capot mais longo e entradas de ar. Neste último ponto destaque ainda para a inclusão dos indicadores de mudança de direção sonre as lâminas destas entradas nas laterais do para-choques. Estas influências que dão um ar mais dinâmico também se vislumbram pelos frisos laterais, que culminam com superfícies negativas (concavas) junto à traseira e ao volumoso Pilar C.

No portão da mala existe ainda um pequeno spoiler, e merecem ainda referência os elementos contrastantes, a negro, na secção inferior, que reforçam o desportivismo da imagem. Além disso, a retaguarda conta também um elemento já encontrado no Sportage, integrando uma faixa luminosa que conjuga as duas óticas. Algo que pode ser relevante, pois é indicado que o próximo cee’d poderá ganhar uma nova variante mais próxima dos SUVS.

 

Apesar de ser um modelo destinado ao mercado norte-americano, uma referência para a motorização do Kia Forte. O modelo recorre a um bloco 2.0L da gama Smart Stream, com o ciclo Atkinson (mais usual nos híbridos), que debita 147cv e 178Nm. Equipado com caixas manuais de seis velocidades ou CVT (que melhorou a insonorização em 5dB) são referidos ganhos na eficiência equivalentes a 0.6L/100km, com um registo de homologação de 6,7L/100km.