Mobieco

Publicidade

Uma futura Dacia? Nissan pode relançar Datsun como marca elétrica low-cost

Texto: Francisco Cruz
Data: 3 de Maio, 2022

Continua atribulada a existência da japonesa Datsun. Depois de sucessivos regressos, interrupções e produções para mercados específicos, eis que surge agora a notícia de que a marca, propriedade da também nipónica Nissan, pode ser, mais uma vez, ressuscitada. Desta feita, como uma marca elétrica de baixo custo.

A informação é avançada pela Automotive News, que cita “fonte não-identificada próxima da Nissan”, segundo a qual, a Datsun é, neste momento, uma marca morta, menos no nome. Isto, porque a sua proprietária pretende recuperar a notoriedade que a designação Datsun já teve em tempos.

De resto e segundo a mesma fonte, nada esteja ainda decidido, até porque todo o debate sobre o futuro da Datsun estará ainda na fase inicial, uma das opções já em cima da mesa, é aplicar na marca algo muito parecido àquilo que a Renault fez com a Dacia. Embora e neste caso, avançando, logo à partida, com a transformação da Datsun numa marca elétrica de baixo custo.

O icónico Datsun 1200... renascido em modo elétrico?!
O icónico Datsun 1200… renascido em modo elétrico?!

“Para muitos milhares de proprietários em todo o mundo, a Datsun continua a ser uma marca capaz de transmitir uma experiência de condução envolvente, além de tranquilidade quanto à propriedade, pelo preço certo e grande valor”, afirma, num comunicado, a Nissan. Sugerindo, dessa forma, que poderá, efectivamente, haver um futuro para a Datsun.

Assim e “como parte da sua estratégia de transformação global, a Nissan está a procurar concentrar-se nos principais modelos e segmentos, que garantem maiores benefícios aos clientes, revendedores e negócios”, conclui o mesmo comunicado.

LEIA TAMBÉM
Plano de restruturação da Nissan acaba com ‘low-cost’ Datsun

Aliás e sobre a Datsun, importa recordar que, embora já não esteja a fabricar carros, continua a vender unidades já prontas, nalgumas regiões do globo, as quais, no entanto, deverão terminar em breve. Sendo que, numa declaração recente, a Nissan já prometeu que, mesmo depois destes acabarem, vai continuando a garantir manutenções, serviços pós-venda, e garantias, por intermédio da sua rede oficial de concessionários.