Publicidade

O seu carro tem uma pintura mate? Saiba como fazer para preservá-la

Texto: Redação
Data: 27 de Setembro, 2022

Numa altura em que as pinturas mate se tornam cada vez mais requeridas pelos clientes, a Cupra decidiu, em parceria com a empresa Autoglym, deixar algumas dicas sobre a melhor forma de preservar este tipo de pintura, nos automóveis. E, acredite, a lição vale bem a pena!…

Apresentada como a forma correcta para manter todas as qualidades e beleza de uma pintura mate, é o próprio chefe de desenvolvimento da Autoglym, Inderjit Johl, quem explica que, a melhor forma de aprender a cuidar deste tipo de pintura, é descobrir e perceber aquilo que a torna sem brilho.

Segundo este especialista, basta recorrer ao microscópio para reparar que, na tinta brilhante, o acabamento é suave, de forma a ajudar a reflectir a luz; já na tinta mate ou fosca, este é áspero, absorvendo a luz.

Um microscópio electrónico consegue desvendar as diferenças entre os acabamentos da pintura brilhante e da pintura mate
Um microscópio electrónico consegue desvendar as diferenças entre os acabamentos da pintura brilhante e da pintura mate

“O segredo para manter uma pintura mate é evitar achatar os picos ou preencher os espaços entre estes”, afirma Johl, defendendo que “polimentos e outros produtos que contenham abrasivos, podem causar um achatamento irreversível dos picos, conduzindo ao aparecimento de uma pintura mais brilhante”.

LEIA TAMBÉM
Após o calor extremo do verão. Saiba o que fazer
para prolongar a vida do automóvel

Igualmente desaconselháveis, são “as ceras de pasta dura, as quais preencherão os espaços, estragando o acabamento fosco. Ao invés dessas, deve optar-se por uma cera líquida, que revista, com uma película fina, os contornos da superfície do verniz”.

A lavagem

Sobre a lavagem deste tipo de pinturas, a Autoglym começa por recomendar que se enxague, primeiramente, bem o carro, antes de tocar-lhe com qualquer tipo de pano ou luva. Já que, desta forma, retira-se qualquer tipo de sujidade, areias ou outros abrasivos, que possam arranhar a pintura ou desgastar as arestas.

Em seguida, deve lavar-se o carro com uma luva e um champô que não contenha qualquer intensificador de brilho, sendo que, nesta fase, também poderá recorrer a uma lavadora de alta pressão, acrescida de uma lança de aplicação do champô. Esta é também a altura em que poderá recorrer a removedores de alcatrão e de insectos.

A utilização de uma lavadora de alta pressão, acrescida de uma lança de aplicação do champô, pode ser uma boa solução para lavar a pintura mate
A utilização de uma lavadora de alta pressão, acrescida de uma lança de aplicação do champô, pode ser uma boa solução para lavar a pintura mate

Também como forma de proteger adequadamente a pintura, poderá utilizar uma cera líquida, que deverá pulverizar sobre a pintura com o carro ainda molhado e, em seguida, usar um pano de microfibra para espalhá-la uniformemente sobre a superfície.

A terminar, a Autoglym recomenda usar um outro pano, para secar e polir a cera.

Riscos e arranhões? Não invente!…

Igualmente abordada pela Autoglym, neste conjunto de indicações sobre a melhor forma de tratar da pintura mate do seu carro, é a possibilidade de surgimento de riscos ou arranhões. Algo para o qual a empresa não recomenda polidores, compostos ou até mesmo produtos anunciados como capazes de remover esse tipo de situações.

No entender destes especialistas, o proprietário do veículo deve, sim, entrar em contacto com o concessionário, como é o caso da Cupra, para saber qual a melhor forma de proceder, em função das características da pintura.

No caso do surgimento de riscos e arranhões, o proprietário deve contactar o concessionário da marca, para saber como agir
No caso do surgimento de riscos e arranhões, o proprietário deve contactar o concessionário da marca, para saber como agir

De resto e mesmo se encontrar uma pequena mancha e quiser limpá-la de imediato, a Autoglym recomenda o seu Fast Glass… com um aviso: o uso frequente desta solução acabará por desgastar o acabamento com o cera. Pelo que, quanto mais pequenas manchas limpar, mais vezes deverá fazer uma lavagem completa e encerar.

“Os proprietários dos automóveis costumam ficar mais nervosos, sempre que a pintura do seu automóvel é mate, devido à ideia generalizada de que é mais fácil de danificar. E, embora isso seja verdade, seguindo alguns passos simples ao lavar o veículo e usando os produtos certos, também é fácil evitar que isso aconteça”, conclui o chefe de desenvolvimento da Autoglym.