Conduzimos o Porsche 911 Cabriolet

Texto: Ricardo Machado
Data: 14 Março, 2019

 

Depois da recente renovação do coupé chegou a vez do Carrera Cabriolet receber uma atualização. Desenvolvido sobre a mecânica base do coupé, o novo Carrera Cabriolet destaca-se pela capota têxtil. Mais leve e resistente aos efeitos da aerodinâmica a velocidades elevadas, demora 12 segundos a abrir ou fechar.

Com exceção deste detalhe, que faz toda a diferença, o 911 descapotável em nada difere do fechado. Arquitetura revista com vias mais largas e jantes de 20’’ à frente e 21’’ atrás, motor boxer de três litros, seis cilindros e 450 cv para as versões S e 4S.

O novo modo de condução Wet faz parte da lista de equipamento, mas em Atenas não choveu. O clima grego brindou-nos com grandes amplitudes térmicas, onde os 50 km/h de velocidade máxima para acionar a capota foram de grande utilidade.

A condução sofre ligeiramente com a ausência da estrutura do tejadilho, sem que isso torne o Cabriolet menos eficiente. Talvez em pista, a tirar tempos ao lado do coupé… em estrada a diversão, quanto muito, é superior por ser descapotável.

O novo Porsche 911 Carrera Cabriolet já está disponível desde os 164 283 € da versão S. A tração integral do 4S eleva o preço para os 175 145 €.

Partilhar