Publicidade

Como escolher pneus para o carro

Texto: Redação
Data: 22 de Fevereiro, 2020

Está de regresso a chuva, e isso exige cuidados especiais com o único ponto de contacto entre o seu automóvel e o asfalto. Estes são alguns conselhos sobre a melhor forma de agir quando descobre que os “sapatos do seu carro” estão a precisar de ser mudados, pois é essencial saber o que fazer quando vai escolher pneus para o carro

Único ponto de contacto do automóvel com o solo (a não ser que algo de muito estranho ou mau lhe aconteça…), os pneus são um elemento fulcral da sua viatura. Além do seu bom estado ser indispensável para a segurança do carro, fazer a escolha mais acertada também tem impacto no comportamento da viatura e no conforto das suas viagens. Por isso, não deve descurar determinados fatores quando, ao descobrir que os seus pneumáticos atuais já foram desta para melhor, decide ir adquirir um novo conjunto para o automóvel.

Veja aqui alguns conselhos sobre práticas que deve seguir quando vai escolher pneus para o carro:
Quando chega a chuva torna-se ainda mais importante ter pneus em bom estado, pois a sua capacidade para escoar a água da chuva tem um impacto enorme nas distâncias de travagem.
Por isso, faça uma revisão aos seus pneus. Se estiverem demasiado gastos ou com cortes perigosos, talvez seja o momento de ir trocá-los
Os fabricantes informam que a escolha dos pneus deve ter em atenção quatro fatores: clima, estilo de condução, veículo e orçamento. Mas existem algumas coisas a que deve estar atento, tanto para fazer a opção certa como para poupar pneus.
Saiba aquilo que procura. Por exemplo, não compre pneus de performance, para desportivos, se passa o dia a conduzir no meio do trânsito. Eles desgastam-se mais rápido e podem também dar-lhe algumas surpresas nos dias de chuva.
O mesmo se aplica nos pneus de inverno. Se apenas vai conduzir em zonas sem neve, basta-lhe um pneu para todas as estações (all-season) que é totalmente capaz de lidar com a chuva do inverno na maior parte do território português.
Veja carros iguais ao seu e investigue quais os pneus que os seus proprietários escolhem. Caso a maior parte opte por um modelo, é possível que isso não seja por acaso, e eles sejam mesmo os mais indicados para a viatura.
Procure também críticas em fóruns online sobre os pneumáticos que da sua lista de preferências. Assim pode saber qual o comportamento deles, na opinião de outros condutores.
Faça uma pesquisa de ideias junto dos funcionários dos locais de venda. A generalidade não recebe comissões de vendas e, portanto, vai ser justo e imparcial na opinião.
Provavelmente quando falar com eles, serão feitas algumas questões para as quais deve ter resposta. Entre elas estão a quantidade de quilómetros que faz, o estilo de condução que pratica, o tipo de asfalto que pisa habitualmente e se costuma guiar em estrada aberta ou trânsito compacto…
Deve verificar os pneus para poder comprar antecipadamente o jogo seguinte. Isto é um dos pontos mais importantes, pois permite poupar um bom dinheiro ao tirar partido das periódicas promoções que são realizadas.
Se for apenas quando atinge os 1,6mm nos rasgos (ou quando chumba a inspeção) é muito possível que acabe a pagar mais pelo mesmo produto.
Quando vai colocar os novos pneus, garanta que na oficina é feito um alinhamento da direção. Além disso, se está a sentir os jogos de pneus do seu carro se desgastam demasiado rápido, talvez seja melhor inspecionar a suspensão.
Conheça antecipadamente a etiquetagem dos pneus. Existe uma tabela própria, desde 2012, em que são apresentados três dados. O símbolo com altifalante indica o ruído (três níveis), a aderência a piso molhado (nuvem, de A a G) e a eficiência energética (bomba de gasolina, de A a G). Foto: Eutoryre.pt
Na lateral do pneu estão também dados importantes. Principalmente na principal faixa onde surgem as medidas (por exemplo: 185 [largura]/ 65 [altura, neste caso é igual a 65% da largura] R15 [diâmetro])
Existe ainda um código que junta um número e uma letra. Trata-se do índice de carga [desde o 65, que significa 250kg/pneu ao 124, de 1600kg/pneu] e índice de velocidade máxima [Q =máximo de 160km/h, até Y =300km/h]
Já agora, não deixe de prestar atenção à pressão dos pneus, outro dado que pode encontrar na banda lateral. Além disso, no manual da viatura, e habitualmente na porta ou tampa do depósito de combustível, encontra esses dados da parte do fabricante do carro