Planos da Renault desvendados online

Texto: Nuno Fatela
Data: 30 Agosto, 2019

A eletrificação promete ser uma forte aposta da marca francesa nos próximos anos. Mas os grandes ícones da marca, como o Mégane, prometem novidades

O segredo é a alma do negócio. Mas no caso da marca do losango essa máxima sofreu um revés, com o calendário de lançamentos Renault a ir parar às mãos dos jornalistas franceses. Embora não tenha sido oficialmente confirmada a veracidade deste documento, há algumas pistas que indicam que poderá ser mesmo a estratégia de novos modelos que “vazou” na internet. A recente apresentação do Clio é uma das indicações mais claras.

O substituto do atual ZOE no mês de setembro, com a nova geração do elétrico agendada para Frankfurt, é a próxima grande novidade

A apresentação do Zoe em Frankfurt, como esperado, é a próxima grande aposta. Depois da nova geração do elétrico o foco estará na renovação do SUV Koleos. O calendário de lançamentos Renault para 2019 termina com a chegada do já apresentado Captur ao mercado e com o restyling do Espace.

2020 fulcral na eletrificação

A próxima década arranca com o Talisman renovado. E a aquecer a Primavera promete estar a versão híbrida do Captur. Segue-se a atualização do Mégane e um modelo que desperta curiosidade. Trata-se do Express. O nome foi usado durante o final do Sec. XX num comercial ligeiro. Mas como está previsto também para 2020 o renovado Kangoo, é difícil saber as intenções da marca.

Mas o próximo ano promete ser marcado pelos híbridos. Basta dizer que na estratégia de lançamentos Renault surgem as versões “e-Tech” dos seus modelos mais vendidos. Falamos do Clio e do Mégane, que ganham em 2020 estas versões mais eficientes.

Para 2021 surgem em evidência os SUV. Primeiro com o lançamento de um modelo totalmente elétrico e com dimensões compactas. A que se juntará também a segunda geração do Kadjar. Para o futuro ficaram ainda agendados o Twingo elétrico (2022) e a quinta geração do Mégane (2023).

Fonte: L’argus, via InsideEVS