BMW Série 3 entra numa nova geração

Texto: Nuno Fatela
Data: 2 Outubro, 2018

Foi apresentado o BMW Série 3 G20, sétima geração do famoso sedan bávaro, que agora ganha novos atributos na estética e nas tecnologias para elevar até novos patamares a luta no segmento premium

O mais esperado modelo do Salão de Paris foi apresentado, com o BMW Série 3 a chegar com importantes novidades. Esta é a geração G20, a sétima do modelo, que ficou ligeiramente mais comprido e altera pouco a altura e largura. Em termos estéticos temos alguns novos elementos no exterior, especialmente na dianteira, que lhe conferem uma imagem mais moderna, enquanto a bordo acaba por ser o reforço do equipamento de origem e a estreia de novas capacidades tecnológicas que sobressaem. Na mecânica as duas principais referências são a gama composta por cinco motores (um deles também disponível com tração integral) e a opção entre três suspensões diferentes.

O estilo do BMW Série 3

A marca começa desde logo por destacar o formato ligeiramente distinto dos contornos da icónica grelha, cujo visual capta ainda mais atenções graças aos quatro vincos que foram colocados no capot e cujas linhas se orientam em direção ao duplo rim. Outro traço que confere um visual mais moderno são os grupos óticos. Mantendo a tónica da separação de cada bloco de iluminação em duas secções, essa opção sai enfatizada pela nova assinatura visual e pela pequena “barbatana” que surge nessa zona do para-choques.

 

Nas laterais temos dois vincos, um perto das saias laterais e outro a acentuar o perfil dos puxadores das portas, que fazem a ligação entre a dianteira e a traseira. Além disso, a forma peculiar do BMW Série 3 abaixo da linha dos vidros é prolongada até ao Pilar C, afirma a marca. Na retaguarda, os dois destaques são os contornos escurecidos em redor das janelas e o design com vários traços com direção ao portão da mala. No momento de lançamento o BMW Série 3 surgirá com duas cores sólidas e dez tons metalizados, onde se destaca a chegada do novo Azul Portimao.

Com o BMW Série 3 a apresentar mais 8cm de comprimento (4,71m), 13mm de largura (1,83m), 1mm de altura (1,44m) e a crescer 41mm na distância entre eixos (2,85m), encontramos agora um habitáculo mais espaçoso. A marca destaca mesmo o aumento das áreas para todos os passageiros, mas especialmente para o condutor, o foco central no desenvolvimento do interior do sedan. No visual destaca-se desde logo a modificação do botão de Ignição, colocado na consola do túnel central, mas o maior destaque vai para o reforço das tecnologias e caráter digital.

Assim, o G20 ganha o novo BMW Intelligent Personal Assistant, um sistema que apresenta comandos vocais mais evoluídos e que, por isso, tem similaridades com o MBUX. Também a visualização das informações ficou mais moderna. Porque, mesmo que não escolha o painel de instrumentos digital com 12,3”, o ecrã colocado entre as agulhas cresceu para 5,7”, praticamente o dobro do tamanho do que se encontrava no anterior BMW Série 3. Além disso, nos ecrãs de infotainment surge agora, além dos já anteriormente disponibilizados com 6,5” e 8,8”, uma nova nova opção com 10,3”.

Mecânica

O BMW Série 3 surge na fase de lançamento (a oferta dependerá dos mercados) com quatro blocos de quatro cilindros e dois litros e um motor de seis cilindros 3.0L. Entre os gasolina será possível optar pelo 320i (de 184cv e 300Nm) ou o 330i (258cv e 400Nm). Já para os Diesel a oferta começa com o 318d (150cv e 320Nm, o mais frugal da gama) e depois surgem as versões de duas rodas motrizes ou XDrive do 320d (190cv e 400Nm). O bloco de seis cilindros da gama fica reservado para a versão 330d (265cv e 580Nm), que será a mais veloz da gama ao fazer o sprint 0-100km/h em 5,5 segundos. Nas transmissões, com exceção do 318d e 320d em que é disponibilizada a caixa manual de seis, a opção da marca foi para a caixa automática StepTronic de oito velocidades.

 

Uma especial referência tem de ser feita para a possibilidade de escolher entre três tipos de suspensão para o BMW Série 3. Além das duas que recorrem a um controlo mecânico, existe uma opção mais evoluída e com regulações eletrónicas. Também na direção, o BMW Série 3 pode surgir com configuração de desmultiplicação fixa ou variável. E, além disso, em duas das suspensões será possível incorporar o diferencial traseiro ativo.

O lançamento do novo BMW Série 3 no mercado está marcado para 9 de março de 2019, curiosamente poucos dias após o próximo grande salão automóvel a realizar na Europa, em Genebra.

 

Partilhar