Bentley Mulsanne penúltimo

Publicidade

Eis o… penúltimo. Bentley Mulsanne despede-se da linha de montagem

Texto: Redação
Data: 25 de Junho, 2020

Até aqui o modelo porta-estandarte da hiper-exclusiva e hiper-luxuosa Bentley, o Mulsanne começa a apresentar as suas despedidas, após de mais de uma década de bons serviços. Momento que o fabricante de Crewe faz questão de assinalar, com a apresentação do penúltima unidade, e a promessa de uma última e muito especial unidade… ainda por desvendar.

Apresentado, pela primeira vez, durante o Concurso de Elegância de Peeble Beach de 2009, o Mulsanne termina, assim, a sua missão de mais de uma década, e com mais de 7.300 unidades entregues. Sendo que, entre estes, consta uma variante, ainda mais exclusiva e luxuosa, concebida pela Mulliner, dada a conhecer em 2012, além da uma outra versão, mais orientada para a performance, a que foi dado o nome de Speed. E que tinha como principal motivo de interesse, uma variante ainda mais potente do histórico V8 6.75 litros da Bentley, a debitar 537 cv de potência e 1.100 Nm de binário.

LEIA TAMBÉM
Bentley. Topo de gama Mulsanne vai ser substituído… por um SUV

Ainda durante estes mais de dez anos, referência obrigatória para a atualização promovida em 2016, com a qual o Mulsanne passou a exibir uma grelha frontal mais ampla, faróis actualizados, e interior actualizado também com um novo sistema de infoentretenimento. Alterações a que somou, ainda, o lançamento da variante mais longa do modelo, com mais espaço para os passageiros dos lugares de trás.

Uma linha de montagem que se prepara para trocar de protagonista
Uma linha de montagem que se prepara para trocar de protagonista

Já com o anúncio do fim da carreira do Mulsanne, a apresentação, em 2020, de uma edição especial e limitada, denominada 6.75 Edition by Mulliner, que, tendo como base a versão Speed, deu origem a apenas 30 unidades. Todas elas, naturalmente, com um nível de luxo e exclusividade, praticamente incomparáveis…

“O Mulsanne é o culminar daquilo que, nós, na Bentley, aprendemos ao longo de 100 anos de produção daqueles que são os melhores carros de luxo no mundo. Como porta-estandarte daquilo que tem sido a nossa gama, ao longo da última década, o Mulsanne garantiu o seu lugar na história da Bentley, enquanto nada menos que um verdadeiro ícone”, afirmou já, através de comunicado, o CEO da marca  britânica, Adrian Hallmark.

Além do Mulsanne, também o icónico V8 6.75 litros está a fazer a sua despedida
Além do Mulsanne, também o icónico V8 6.75 litros está a fazer a sua despedida

“Estou imensamente orgulhoso das centenas de designers, engenheiros e artesãos que ajudaram a dar vida ao Mulsanne, ao longo dos últimos dez anos. A partir de agora e à medida que começamos a definir, na Bentley, o futuro da mobilidade sustentável de luxo, através da implementação da estratégia Beyond100, a responsabilidade de ser o porta-estandarte da Bentley, passa para o Flying Spur”, acrescentou.

Como curiosidade, vale a pena referir que, fabricar o Mulsanne, significou mais de 42 milhões de pontos de solda, assim como mais de um milhão de horas dedicadas apenas aos interiores em couro. Isto, sem esquecer as 90 mil horas a polir todas as unidades.

O penúltimo...
O penúltimo…

Entretanto, a Bentley anuncia agora a montagem dos dois últimos Mulsanne. A penúltima unidade, precisamente um elemento daquela que é última edição especial e limitada do Bentley Mulsanne, com uma pintura exterior de dois tons, a misturar o Rosa Gold com o Tungsténio. E que, diga-se, até já tem destinatário – um comprador residente nos EUA…

Ao passo que, o último, é… uma surpresa, que os responsáveis da Bentley pretendem manter, durante mais algum tempo.

Resta-nos, portanto, aguardar…