Bar autónomo: o lado bom da condução autónoma

Texto: Nuno Fatela
Data: 29 Janeiro, 2019

Quem vai precisar de um condutor 100% cool quando o bar autónomo levar a festa até à porta de casa?

Foi apresentado o projeto para um bar autónomo, desenvolvido pela Makr Shakr e batizado com o nome de “Guido”, algo que nos leva ver sob outro olhar os veículos não-tripulados. Se é verdade que pensar na condução autónoma causa arrepios, por matar o prazer da condução, há que admitir que este conceito mostra um lado bem mais agradável desta tecnologia. Desde logo porque traz a diversão até onde você estiver, e depois porque deixa de ter de pegar na viatura para se deslocar aos locais de diversão e correr o perigo (ou a imprudência) de pegar no automóvel já com ‘um copo’ a mais no regresso.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Italian architect Carlo Ratti has revealed his concept for a driverless drinks cart, called Guido, which translates to ‘I drive’. The autonomous unit has mechanical arms that can shake and stir and another for pouring and serving drinks that can “precisely prepare and elegantly serve any drink in seconds.” Using app technology for ordering and age verification, the concept aims to explore new social opportunities and show “how people might embrace the new possibilities offered by robotics and digital manufacturing,” he said. “Robots are already revolutionising the job market — but few people have seen them in real life, let alone controlled them.” Guido is the latest iteration of the Ratti’s robotic arm and cocktail mixer from his company Makr Shakr. #carloratti #makrshakr #robotics #robotic #cocktailmaking #cocktailmaker #futuredesign #design #manufacturing #futurecity #cityliving #technology #tech #drinksindustry #robots #robotarm #robotarms

Uma publicação partilhada por Furnace Mag (@furnacemaguk) a

A empresa que criou este conceito, a Makr Shakr, ficou famosa por desenvolver também um bar robótico, que será também o empregado de serviço no bar autónomo. O que significa que não haverá humanos atrás do balcão para aturar os mais afoitos que gostam de chatear o staff. Partindo deste conceito, o arquiteto italiano Carlo Ratti (proprietário da Makr Shakr) criou o veículo não-tripulado que permite a este bar autónomo deslocar-se ao local da diversão. Para garantir que não está a infringir a lei, a aplicação de telemóvel que é usada para chamar o Guido serve também para verificação da idade dos clientes, garantindo que não há menores a ingerirem bebidas alcoólicas. Afinal, até a condução autónoma tem um lado positivo…

 

Fonte: The Car Connection

Partilhar