Audi S6 e S7 estreiam motores TDI com 48 volts

Texto: Filipe Bragança
Data: 12 Abril, 2019

A versão desportiva dos modelos da classe executiva da Audi recebem motorizações Diesel híbridas com o sistema elétrico de 48 volts.

Uma estreia absoluta nesta classe, a motorização  híbrida que a Audi lançou com o SQ5 oferece também agora outra dinâmicas aos S6 e S7 com motores V6 TDI. Graças a um compressor electrónico que trabalha em conjunto com um sistema ‘mild-hibrid’ (MHEV) de 48 v, esta nova combinação oferece economia de um TDI em combinação com a redução das emissões deste sistema elétrico alternativo. Além disso, esta configuração também melhora a resposta imediata graças ao poder eléctrico, com impacto positivo nas prestações.

Este V6 3.0 l TDI desenvolve 350 cavalos, distribuídos pelas quatro rodas com o auxílio da transmissão automática de oito velocidades ‘Tiptronic’. E, ao combinar pela primeira vez nos S6 e S7 o compressor eléctrico com o sistema de 48 volts, o binário alcança os 700Nm numa faixa entre as 2500 e as 3100 rpm. Um dos segredos para tal é facto deste novo componente demorar menos de um quarto de segundo a entrar em ação. A Audi explica ainda que o compressor elétrico consegue uma velocidade máxima de 70.000 rpm.

Além de melhorar as performances, o sistema de 48 volts também ajuda a tornar os S6 TDI e S7 TDI “mais poupadinhos”. Para tal ele fica responsável por fornecer energia a vários equipamentos, recupera energia nas travagens e permite circular “à vela” (coasting) por 40 segundos com o motor de combustão desligado. O ganho combinado chega aos 0.4 litros a cada 100 km.

 

O Audi S6 TDI sedan regista uma média entre os 6,2 e os 6,3 l/100 km (emissões de CO2 na casa das 164  e 165 g/km) consoante a escolha de pneus e jantes. Nos S6 Avant e o S7 Sportback, os números apontam para uma média de 6,5 l/100 km, fixando as emissões na casa das 170 g/km.

A Audi destaca ainda outros elementos nestes modelos mais desportivos. Entre os quais encontram-se a direção dinâmica às quatro rodas, em que as rodas traseiras também viram. Ele é, tal como o diferencial e os amortecedores, controlado pela ECP (Plataforma elétronica do chassis). Os três novos TDI com 48 volts contam ainda com o sistema quattro, que de origem tem uma repartição 40:60 e consegue fazer a repartição “wheel selective” do binário para evitar a derrapagem das rodas no lado interior de cada curva.

 

Na estética encontram-se facilmente os elementos que caracterizam o lado mais desportivo dos “S”. Elementos cromados escuros e alumínio, em combinação com o difusor mais largo a albergar quatro saídas de escape denunciam imediatamente os desportivos S6 e S7. Estes modelos com os novos motores TDI apoiados pelos 48 volts apresentam, no interior, um ambiente dominado por tons escuros, onde sobressaem as costuras contrastantes, e bancos desportivos, entre outros apontamentos como os bancos desportivos com o logo S.

As novas motorizações para os Audi S6 e S7 deverão chegar ao mercado a partir do verão.

 

(artigo atualizado às 17.12h de 12.04.2019. O título foi alterado para tornar explícito que se trata da estreia dos 48 volts. As informações sobre consumos, a falar de 12 l/100km estavam erradas e foram corrigidas. Foram adicionadas informações sobre alguns componentes do sistema de 48 volts, outros componentes e a estética dos modelos)

 

Veja também:

Mercedes CLA Coupé é o mais dinâmico dos Classe A
O novo Audi e-Tron em vídeo
Novo Audi SQ2 chega a Portugal (com vídeo)
Novo BMW Série 8 Cabrio já tem preços