Alfa Romeo renova Stelvio e Giulia para 2020


Data: 19 Novembro, 2019

Sem alterações estéticas exteriores dignas de nota, as novas gamas Giulia e Stelvio atualizam-se essencialmente na maior qualidade e refinamento do habitáculo e também nos capítulos da tecnologia, condução autónoma e conectividade.

Gamas Alfa Romeo Giulia e Stelvio com muitos melhoramentos e novos níveis de equipamento para 2020

Os “alfistas” apreciarão certamente as novas designações de equipamento escolhidas pela Alfa para estas duas gamas, inspiradas em nomes do seu passado. Assim, teremos logo acima da versão de acesso o nível Super. Acima deste tsurge o Ti, com as iniciais de “Turismo Internazionale”. Destacam-se depois, numa orientação mais desportiva, os níveis Sprint, Veloce e, só no caso do Giulia, a possibilidade de conjugar o Veloce Ti, com detalhes decorativos e aerodinâmicos exteriores herdados do Quadrifoglio, que também terá uma renovação em 2020.

Estes novos modelos recebem um novo volante, mais ergonómico e desportivo, assim como um novo quadrante digital de instrumentação com sete polegadas. Já o ecrã central, de série, parece igual mas foi ligeiramente melhorado. É agora tátil, mede 8,8 polegadas de diagonal e tem um grafismo mais refinado. O Surge também um comando rotativo da consola mais sólido e preciso. Nesta zona há agora um pouco mais de espaço para arrumar objetos e, numa posição recuada, há uma ranhura para carregamento do smartphone por indução.Os materiais de revestimento melhoraram em geral e ficam disponíveis novas decorações. Para todo o habitáculo.

O novo volante inclui também os comandos para a condução autónoma de nível 2. Agora, tanto o Stelvio como o Giulia incluem o assistente ativo de faixa de rodagem, o assistente de ângulo morto e o programador de velocidade ativo com reconhecimento de sinais. Está também disponível o assistente de trânsito intenso e o assistente de autoestrada, que mantém tanto a velocidade e distância ao carro da frente como o alinhamento correto do carro dentro da sua faixa.

No caso específico do Giulia a versão base recebe jantes de 16 polegadas e interiores em tecido, enquanto a versão Super já tem direito a jantes de 17 polegadas. O Nível Ti sobe para as 18 polegadas, com aplicações interiores em madeira e bancos em pele. O mais desportivo Giulia Sprint já inclui jantes de 18 polegadas e aplicações interiores em alumínio, enquanto o Veloce tem direito a bancos desportivos específicos. Conjugando o Veloce com o nível Ti temos jantes de 19 polegadas, aplicações em carbono e bancos que conjugam a pele com a Alcântara. Por fora, o Veloce Ti “cheira” a Quadrifoglio no bonito apêndice aerodinâmico traseiro em carbono, nas saias laterais e no lábio aerodinâmico dianteiro, por exemplo.

A oferta global da nova gama Giulia começa com as versões 2.2 a gasolina (200 cv) e 2.2 turbodiesel  (136 cv), ambas com tração traseira e caixa automática. Já a versão Super fica também disponível com os Diesel de 160 e 190 cv, com idêntica oferta para o Business. Os níveis Veloce e Veloce Ti estão associados às versões de 210 e 280 CV do motor a gasolina, com tração integral (Q4).

O SUV Stelvio está disponível com o motor de 2.0 litros e 200 cv a gasolina na versão de tração integral e com o turbodiesel de 2.2 litros e 160 cv para a tração traseira. O Stelvio Super adiciona o diesel de 190 cv, enquanto o nível Ti oferece, por sua vez, as versões 2.0 a gasolina de 200 ou 280 cv, enquanto nos Diesel dispomos dos níveis 160, 190 e 210 cv. O nível Sprint é proposto com o gasolina de 200 cv ou com os diesel de 160 ou 190 cv. Para o Stelvio Veloce ficam reservados os motores de 280 cv a gasolina e de 210 cv o Diesel.