Volkswagen revela SUV eléctrico em Xangai

Texto: Diogo Borges

Após ter apresentado os dois primeiros ID’s, a Volkswagen revela em Xangai o I.D Crozz: o protótipo do seu futuro SUV de emissões zero que integra a estratégia da marca Transform 2025+ cujo objectivo passa por ser líder de mercado dos eléctricos a partir de 2025.

Descendente da plataforma modular MEB, em rigor, a VW define a sua última criação apresentada no maior salão automóvel chinês, o ID Crozz, como um CUV (Crossover Utility Vehicle), por combinar características de um hatchback com linhas de Coupé e maior distância ao solo, com quatro portas e outros tantos lugares. Salta também à vista a ausência de pilares centrais e retrovisores, que foram substituídos por câmaras, dando um design limpo ao novo modelo do colosso germânico.

As medidas anunciadas fazem parecer que há uma diferença relevante em relação ao Tiguan Allspace, mas a construtora alemã ressalvou que o design deste novo concept faz parte de uma arquitectura inovadora do seu segmento eléctrico. Assim sendo, com 4.625 mm de comprimento, 1.891 mm de largura, 1.609 mm de altura, 2.773 mm de distância entre eixos, e vias com 1.592 mm de largura na frente, e 1.594 mm atrás, a Volkswagen garante que o seu habitáculo “open space” acaba por oferecer tanto espaço quanto o Tiguan.

O I.D Crozz surge com dois motores eléctricos para uma potência combinada de 306 cv: o dianteiro com 102cv e 140 Nm e o traseiro com 204cv e 310 Nm. A tracção por definição é traseira, recorrendo ao motor dianteiro apenas em condições de aderência mais reduzida, o que poderá ser uma interessante solução para potenciar a autonomia em veículos de emissões zero com tracção integral. O par de baterias de iões de lítio com 83 kWh é suficiente para garantir uma autonomia de 500 km, e a velocidade máxima deste crossover é de 180 km/h.

Seguindo a tendência dos concepts deste segmento, o mais recente membro da família I.D vai contar com um sistema de piloto automático (I.D pilot), activado quando se pressiona o símbolo Volkswagen no volante durante três segundos e que recolhe para maior conforto do passageiro. De olhos postos na tecnologia de vanguarda, e cerrando dentes a modelos como o Tesla Model X, todos os instrumentos do ID Crozz são digitais. “Um smartphone sobre rodas”, como refere a marca. Dispõe de um head-up display com realidade aumentada e projecção de imagens tridimensionais, de um painel de instrumentos digital de 5,8”, e de controlos também digitais de todo o infotainment do carro.

Com esta aposta no segmento dos eléctricos, a marca alemã deverá continuar a anunciar nos próximos meses os modelos que farão parte das suas fileiras no ataque ao mercado de veículos sem emissões poluentes.

Partilhar