Volkswagen pronta para enfrentar clientes europeus

Texto: Nuno Fatela

Os germânicos dizem estar tranquilos e preparados para se vai defender de qualquer processo judicial que entre nos tribunais devido às reparações dos motores diesel implicados no Dieselgate.

 

Na conferência de apresentação de resultados da empresa, o CEO do Grupo Volkswagen deixou bem claro que não está preocupado com qualquer ameaça de processos devido às reparações dos motores EA189 implicados no escândalo de emissões. Afirmando estar tranquilo relativamente a essa possibilidade, Matthias Mueller recordou o trabalho efetuado com a entidade rodoviária germânica, a KBA, afirmando que “no que está relacionado com processos judiciais, apenas podemos dizer que as atualizações estão bem. Fizemos centenas de medições com a KBA que mostram que os veículos não foram afetados negativamente de qualquer maneira”.

 

O responsável máximo pelo líder do mercado automóvel mundial refere que não existem prejuízos na performance nem nos consumos, e que além disso monitoriza atentamente os preços do mercado de usados para comprovar que não existiu qualquer desvalorização destes automóveis. Por esse motivo, o CEO Matthias Mueller conclui que “se as pessoas acham que sabem mais do que nós, deixem-nas tentar provar isso e vamos discuti-lo no tribunal. Mas tenho de dizer que estamos tranquilos em relação a essa questão”.

Partilhar