Travagem de emergência salvou vidas no atentado de Berlim

O veículo pesado da Sacnia utilizado no ataque terrorista na capital da Alemanha terá ativado a travagem autónoma de emergência, evitando assim que as consequências deste acidente tivessem sido ainda mais graves.

 

Segundo avança o orgão noticioso germânico DW, o sistema de travagem de emergência implementado no camião da Scania utilizado no atentado terrorista de Berlim terá mitigado as consequências deste acidente. Segunda a investigação levada a cabo pelo jornal Seddeutsche Zeitung, o sistema foi acionado após os sensores deterarem a primeira colisão e o camião parou entre 70 a 80 metros mais tarde. Apesar dos 12 mortos e 48 feridos no ataque ao mercado de natal da capital alemã, é indicado que caso este sistema de detenção autónoma de viaturas não tivesse sido utilizado, a perda de vidas humanas poderia ter sido bastante superior neste ataque.

 

Desde 2012 que todos os veículos pesados com mais de 3500kg são obrigados a ter implementado estes sistemas de travagem automática. Além deste incidente poder ter demonstrado a importância desta tecnologia, ele integra o conjunto de 19 propostas para aumentar a segurança rodoviária da União Europeia até 2020, que quer tornar este sistema obrigatório em todos os automóveis.

 

*Notícia atualizada às 15.28h de 29.12.2016, já que o veículo pesado que o terrorista utilizou neste atentado era um Scania e não um Iveco. Pedimos desculpa aos nossos leitores por este erro.

Partilhar