Como são os táxis pelo mundo

Texto: Miguel Policarpo

Por norma são amarelos, mas os táxis podem variar na cor dependendo de cada país. Há de cor preta, branca, azul ou até mesmo às cores, variando também nas marcas e no segmento. Do amigo do ambiente Toyota Prius ao monovolume Daewoo Tico, conheça os táxis mais comuns em diferentes países.

O táxi continua a ser um veículo muito utilizado nas grandes cidades por todo o mundo. Seja para turismo, por comodidade dos utilizadores, por necessidade ou por qualquer outra razão, os táxis mantém a sua fração na composição do parque automóvel. Será que os veículos utilizados diferem muito entre países? Há algum padrão comum na escolha do carro que executa este serviço de transporte de passageiros, além da importância do conforto e do espaço?

Alemanha - Mercedes Classe E
Na Alemanha opta-se por um produto nacional, o Mercedes Classe E. Um dos incentivos à aquisição de um Classe E por parte dos taxistas é o facto de que a marca oferece configurações de fábrica ajustadas à profissão - além da cor bege, vem disponível com algum equipamento como o taxímetro. Há várias gerações do modelo a circular como táxi no país.
Austrália - Ford Falcon
O Ford Falcon foi a referência de táxi durante muitos anos. No entanto, o encerramento da fábrica da marca no país no ano passado leva a que os taxistas procurem alternativas...
China - Volkswagen Jetta
O Volkswagen Jetta é muito popular em cidades como Beijing e Xangai. Os taxistas mantêm-se fiéis ao Jetta.
Emirados Árabes Unidos - Toyota Camry
É frequente a utilização do Toyota Camry como taxi nos Emirados Árabes Unidos
Estados Unidos da América - Toyota Prius
A eficiência e a economia no combustível são um factor de decisão na escolha de um taxi, pelo que o Toyota Prius tem muito sucesso nos Estados Unidos. E cada vez mais comum ver um Prius nas estradas dos EUA. O híbrido pode destronar o Ford Crown (atrás na imagem), popular durante muitos anos no país.
França - Várias marcas e modelos
Não é bem à escolha do freguês mas em França não há restrições de cores. A única limitação é que os táxis não poderão exceder a lotação de 9 passageiros. Entre outros modelos, no país circulam como táxi o BMW Série 5, o Mercedes Classe E, entre outros veículos. Até um Tesla Model S.
Índia - Hindustan Ambassador
Robusto, fácil de arranjar e espaçoso. O Hindustan Ambassador é a escolha de eleição dos taxistas na Índia. Depois de 56 anos contínuos de produção, o modelo foi descontinuado em 2014. Ainda assim, milhares de unidades do Ambassador circulam na Índia como taxi.
Inglaterra - Hackney Carriage
O Hackney Carriage é o ícone dos táxis em Inglaterra, em particular nas ruas de Londres. Apesar de evoluir ao longo do tempo, a essência do Carriage mantém-se e é já uma história.
Japão - Toyota Comfort/Crown
O Toyota Comfort foi especialmente concebido para taxi - uma evidência na extensa distância entre os eixos, privilegiando o espaço no interior. O modelo debate-se agora com a concorrência do JPN Taxi.
Malásia - Proton Saga
Pode não ser o carro mais bonito, mas o Proton Saga cumpre a tarefa a que se destina. Na Malásia é o modelo mais escolhido para táxi.
Marrocos - Mercedes W123
O mercado dos usados na Europa impulsionou as importações dos Mercedes W123 em Marrocos. É um dos modelos predilectos dos taxistas marroquinos apesar de o governo do país incentivar o abandono a este modelo devido a questões ambientais.
México - Nissan Tsuru
Ao Volkswagen Beetle sucedeu-se a popularidade do Nissan Tsuru como táxi no México.
Peru - Daewoo Tico
Pode parecer limitado para táxi mas a verdade é que no Peru este é o modelo mais escolhido para o desempenho da profissão.
Portugal - Citroën C-Elysée
No nosso país, o Citroën C-Elysée conquistou os taxistas. Apesar de tudo, ainda se encontram muitos Mercedes mais antigos nas estradas e, recentemente, têm ganho presença marcas como a Dacia, a Renault e a Skoda
República Checa - Skoda Octavia
Na República Checa a escolha é a Skoda. Além do Octavia, também o Superb é utilizado como táxi.
Suécia - Modelos da Volvo
Como acontece na Alemanha e na República Checa, a Suécia opta por produtos nacionais. Sem nenhum modelo em especial, a Volvo é a marca da maioria dos táxis no país.
Nota: Fonte das fotos – Wikipedia

Partilhar