Saiba como será a vida a bordo dos Mercedes

Texto: Nuno Fatela
Data: 10 Janeiro, 2018

Está a ser apresentado na CES o MBUX, sigla que resume a nova experiência do utilizador (Mercedes Benz User Experience) da marca da estrela. Como foco na capacidade de aprendizagem e personalização do infotainment e utilização de comandos táteis, esta nova forma de viver a vida a bordo dos Mercedes vai estrear com o próximo Classe A.

A CES é cada vez mais para as marcas um evento com importância igual aos grandes salões automóveis, servindo de palco para a revelação de novidades que estarão nos seus carros nos anos vindouros. Algo que o Grupo Daimler faz este ano com o MBUX, que vem atencipar como será a vida a bordo dos Mercedes nos próximos tempos graças à potenciação da ligação com o utilizador. O objetivo é oferecer uma experiência mais individualizada e específica para cada pessoa, num conjunto de inovações que chegam aos modelos de produção com o novo Classe A, cujo interface está a ser exposto na CES 2018.

Para alcançar um novo patamar de individualização da experiência, o MBUX recorre ao auxílio da inteligência artificial. O objetivo é, com recurso à personalização, reforçar os laços emocionais entre condutor e veículo, numa forma de interação progressivamente evoluída com recurso a atualizações “over-the-air” sem necessidade de intervenção do condutor.

Para os utilizadores, esta relação será estabelecida com recurso aos ecrãs do habitáculo, estando previstas três configurações: duas superfícies com 7’’; uma de 7’’ e outra com 10.25’’; dois monitores com 10.25’’ que alcançam uma resolução de 1920px X 720px. Além disso, a componente visual para apresentação das informações é ainda reforçada pelo head-up display com um brilho de 12000 cd/m2 e ainda pela disponibilização de sistema de realidade aumentada para a navegação.

Os controlos vocais no MBUX são também mais evoluídos, e podem ser ativados com a expressão (em inglês) “Hey Mercedes”. Com estreia no novo Classe A, esta nova forma de viver a vida a bordo dos modelos da marca germânica tem por base o que é designado como “conceito de operações táteis”. Algo que ficará a cargo da combinação entre o touchscreen, o touchpad e ainda os botões hápticos (com feedback tátil) no volante. Entre as vantagens está o caráter mais intuitivo e funcional, reduzindo as distrações por parte do condutor e consequentemente aumentando a segurança. Uma última referência para a possibilidade de fazer uma ligação do MBUX com smartphones e smartwatches, o que significa a possibilidade de estabelecer a referida ligação emocional com o automóvel mesmo quando não se está no seu interior.

 

Partilhar