Revisão ou sucata? Milhares de VW diesel devolvidos enchem parques na América

A Volkswagen continua a acumular carros em vários megaparques de estacionamento improvisados nos Estados Unidos em consequência da recompra provocada pelo escândalo dos diesel.

Um antigo estádio da NFL (liga de futebol americano) nos arredores de Detroit e uma base aérea desativada na Califórnia são alguns exemplos destes mega parques.

A cadência de devoluções ronda as 15 mil unidades por semana, envolvendo modelos Jetta, Golf, Passat, Beetle e Audi A3, com cada um deles a custar cerca de 40 mil dólares pagos pela marca ao proprietário.

São centenas de milhares de carros quase novos, que os clientes devolveram à marca e que esta agora não pode vender porque não podem voltar à estrada sem serem recondicionados.

É este o dilema da Volkswagen no mercado americano, onde, segundo o jornal “Automotive News”, há enormes parques de estacionamento improvisados, repletos de unidades diesel da VW que aguardam destino.

A VW tem vindo a estabelecer acordos de recompra com imensos dos seus clientes, que se dirigiram aos stands para devolverem os modelos afetados. A marca chegou a acordo para receber de volta grande parte do meio milhão de veículos afetados que vendeu naquele mercado, modelos Diesel equipados com o tal software fraudulento que programava o motor para gastar menos combustível durante os testes oficiais, mas que depois voltava ao funcionamento normal uma vez terminados os testes.

As autoridades americanas proibiram a marca de voltar a colocar estes carros em circulação antes de os tornarem compatíveis com as normas ambientais, o que, em muitos casos, não será possível. Para além disso, a marca também está proibida de os exportar para os vender em países com normas ambientais menos exigentes.

 

 

Partilhar