Porsche 917 permitido em estrada graças a gralha na lei

Texto: Miguel Policarpo
Data: 19 Abril, 2018

O sonho de conduzir uma “bomba” como um Porsche 917 de LeMans na via pública no Mónaco torna-se uma realidade. E cumprindo a lei…

A Porsche conta a história de como um 917 concebido para LeMans pode circular nas estradas do Mónaco e sem ser importunado pelas autoridades. Uma gralha na lei permite-o – ou, em inglês – graças a um ‘loophole’. Regressamos a 1970 para explicar como tudo teve origem. No inicio da década de 70, dois 917 foram certificados para poderem circular em estrada – um deles com a identificação 917-030, registado em nome de Count Rossi.

Count Rossi era o CEO da empresa Martini e Rossi Vermouth e responsável pelo patrocínio da Martini à equipa da Porsche. O empresário comprou o seu 917 em 1975 e registou-o no estado de Alabama, EUA. A marca de Estugarda recordou esta história para poder explicar porque é que o 917 pode circular também no Mónaco.

Leia também: Os Porsche não têm grelha, e esta é a explicação!

Viajamos até ao Principado do Mónaco onde, em 2016, Claudio Roddaro, um residente do micro-estado, adquiriu o Porsche 917-037. Para o seu exemplar ser considerado apto para circular em estrada, Roddaro teve de provar que o carro é idêntico ao de Rossi Vermouth, utilizando uma certificação de matrícula estrangeira para obter outro certificado.

A legibilidade para circular em estrada do 917-030 permitiu que o 917-037 pudesse também ser registado, desde que fossem similares. Provar que são idênticos foi outro dos problemas, uma vez que a construção do 917 de Roddaro não se completou na década de 70 – foi terminada pelos especialistas da Porsche Gunnar Racing na Califórnia no final dos anos 90/início da década de 2000.

A Porsche atestou, no entanto, que 95% dos componentes do 917-037 são originais, ajudando Claudio Roddaro a provar que efetivamente o automóvel é semelhante ao de Rossi Vermouth. Desta forma, o Mónaco atribuiu matrícula ao Porsche 917, que pode circular na via pública. A falta de uma lei específica para estes casos tornou possível que o rugido dos 600cv deste exclusivo automóvel possa ecoar nas ruas do Principado.

Descubra os cinco Porsches mais raros da história

 

Partilhar