A piloto mais sexy do mundo é portuguesa

Texto: Francisco Correia

O mundo dos motores modernizou-se e consigo trouxe mais adeptas e competidoras que captam as atenções de qualquer um, tornando o desporto automóvel mais apelativo. Assim, o portal americano The Sportster realizou uma lista que classifica as quinze mulheres mais sensuais do mundo das corridas. E a vencedora é… a portuguesa Madalena Antas! Aprecie agora as quinze beldades e veja lá se eles não têm bom gosto…

15. Maryeve Dufault

Natural do Canadá, tornou-se conhecida pelo seu 16º posto na ARCA (Automobile Racing Club of America) Series e por admitir que já tinha uma paixão por corridas desde os 4 anos. Para alimentar o seu gosto por automóveis, Maryeve Dufault é modelo e foi nomeada em 2000 a Miss Hawaiian Tropic International.

14. Danica Patrick

Altamente premiada pelos seus dotes ao volante, a norte-americana é uma figura conhecida das corridas do NASCAR e o seu charme já valeu capas em revistas de beleza de renome como a FHM e a Sports Illustrated.

13. Leilani Munter

Profissional dos motores da ARCA Series, esta piloto é um reconhecida ativista ambiental formada em Biologia na Universidade de San Diego, na Califórnia.

12. Courtney Force

Seguiu as pisadas do pai e da irmã (que também consta nesta lista) para ingressar neste mundo. É a primeira mulher a qualificar-se no primeiro lugar numa etapa da NHRA Top Fuel Funny Car e, mais tarde, em 2013, em toda a competição.

11. Cyndie Alleman

Com 29 anos e proveniente da Suíça, Cyndie Alleman começou por competir no karting com apenas sete anos e em 2004 virou-se para os carros. Participou nos Firestone Indy Lights Series em 2008 e em 2012 foi a primeira mulher a competir na série Super GT.

10. Shannon Spake

Uma das principais figuras dos motores no “pequeno ecrã”. Foi correspondente da NASCAR e atualmente é a cara do canal ESPN nas reportagens da NASCAR e do desporto universitário nos Estados Unidos.

9. Ashley Force Hood

É a irmã mais velha de Courtney Force e filha do conceituado piloto de Hot Rods, John Force. Junta à sua beleza um conjunto notável de vitórias nas corridas NHRA Funny Car, onde foi considerada a revelação do ano 2007.

8. Tia Norfleet

Filha de uma das lendas da NASCAR, Bobby Norfleet, Tia é a primeira afro-americana a chegar ao mundo das corridas NASCAR.

7. As irmãs Cope

Se uma já lhe enchia as medidas, eis outra igual! Amber e Angela são a primeira dupla de irmãs a competir em conjunto na NASCAR (e nas séries de topo). Angela destaca-se por já ter competido em séries nacionais da NASCAR.

6. Milka Duno

Antiga modelo e natural da Venezuela, junta ao número de capas em que já apareceu o título de primeira mulher da América Latina a surgir nas corridas nacionais da NASCAR. Actualmente conta com participações esporádicas no IndyCar Driver.

5. Susie Wolff

A fasquia aumenta com esta escocesa. É a quarta mulher do mundo a conduzir um veículo da Fórmula 1 e conta com participações na Fórmula Renault, Fórmula 3 e nas séries DTM, onde competiu pela Mercedes-Benz.

4. Samantha Sarcinella

Uma bela figura que se encontra casada com um dos corredores mais odiados da NASCAR, Kyle Busch. Samantha Sarcinella trabalha ao lado da empresa de motores do seu marido como estratega de comunicação.

3. Ingrid Vandebosch

Actriz e modelo belga, casada com o retirado piloto NASCAR Jeff Gordon desde 2006, é um dos rostos de marcas como a Christian Dior, Elle, Marie Claire, Vogue e Glamour.

2. Jessica Barton

Conhecida automobilista de veículos importados, é atriz, modelo, apresentadora de televisão e já surgiu em diversas revistas de renome. O principal feito desta beldade remonta a 1994 quando, numa corrida da TX2K12  na Lone star Motorsports Park no Texas, ao volante de um Toyota Supra, derrotou Nissan Skylines e Lamborghinis.

1. Madalena Antas

Uma referência na condução aventureira de todo-o-terreno com SUVs e pick-ups da Nissan, Madalena Antas conta com participações no Dakar e muitas delas de sucesso. Seguindo os passos da mãe, Teresa Cupertino e neta do fundador do Banco Português do Atlântico – Arthur Cupertino de Miranda – Madalena Antas sempre assumiu publicamente que “não se importa de lidar com a poeira e com as dunas do deserto” e que, quando não está a correr em Bajas ou no Dakar, tem na pintura a óleo um dos seus passatempos preferidos.