Os híbridos são um osso duro de roer…

Há muito tempo que se vem dizendo que os híbridos vieram decretar guerra aos motores mais poluentes, mas nunca pensámos que chegassem a tanto…

Na luta por um ambiente melhor o Toyota Prius tem vindo a ser uma das principais armas. Representante de uma mudança de paradigma, em que as motorizações alternativas ajudam a diminuir as emissões poluentes, a introdução dos motores elétricos tem vindo a ser apontada como a razão para a futura extinção das poderosas máquinas equipadas com blocos V6, V8 e V12. Uma verdadeira guerra à combustão, em que os híbridos vão, segundo as estatísticas, derrubar os modelos cujos valores de CO2 e NOx causam tanto mal à atmosfera.

 

Partindo dessa ideia, temos agora um caso em que um híbrido já derrubou um potente modelo com motor V8, neste caso com um Toyota Prius a fazer capotar um Brabus Classe G 4×42. Este SUV debita “somente” 500CV e 710Nm de um bloco V8, e o seu condutor, segundo avança o autor do vídeo que aqui publicamos, passou um sinal vermelho. Um ecológico Prius estava então no caminho do Brabus e o resultado está à vista, com esta versão aditivada do Classe G 4×42 a acabar capotado de lado e com extensos danos na frente, lateral e no teto. Segundo é indicado, não houve feridos, embora uma paragem de autocarro tenha acabado danificada. O vídeo captado em Londres não inclui o momento do embate, mas pelo pelos danos causados fica demonstrado que os veículos híbridos são efetivamente um “osso duro de roer”…

 

Outro exclusivo Classe G foi notícia nos últimos dias, com a indicação de que a opulenta versão Landaulet, com assinatura Maybach, esgotou. A sua produção de 99 exemplares significou mais de 62 milhões de euros a entrar nos cofres da Mercedes…

 

Fonte: CarScoops

Partilhar