Este é o novo Volkswagen Polo

Foi hoje apresentada a sexta geração do emblemático modelo. Com entrada em comercialização na maioria dos mercados europeus perto do final do ano, espaço, tecnologia e eficiência foram áreas em que a marca se focou no desenvolvimento do novo Volkswagen Polo. Destaque para o desportivo GTI, que vai debitar 200CV de potência.

Já com mais de 14 milhões de unidades comercializadas ao longo de cinco gerações desde que o lançamento em 1975, foi hoje revelado o novo Volkswagen Polo. Uma nova imagem, que o aproxima do VW Golf, foi combinada com um aumento das áreas interiores, num upgrade que também alcança as tecnologias e a eficiência das motorizações. Procurando manter intactos os altos índices popularidades que colocam este modelo nos tops de vendas nacionais e europeus do seu segmento, Herbert Diess, do Comité Executivo da marca germânica, afirma que o novo Volkswagen Polo “é um carro jovem e fresco. Combina carisma e tecnologia avançada. Nenhum outro modelo com este tamanho tem tanto espaço”. Tudo atributos que os clientes da generalidade dos países europeus vão poder descobrir perto do final do ano, quando a sexta geração do Volkswagen Polo chegar ao mercado.

 

Após os primeiros teasers mostrarem traços da imagem, marcada por vincos que dão dinamismo ao capot e enfatizam a linha da cintura, o fabricante de Volfsburgo afirma que este modelo, que não contempla versões de três portas, ganhou um visual simultaneamente mais desportivo e adulto. Surgindo desde a versão base com a assinatura visual LED, será ainda possível optar por um look mais tecnológico graças aos faróis Full LED na dianteira. Para dar mais hipóteses de escolha aos clientes, o novo Volkswagen Polo surge com uma ampla gama cromática, que inclui catorze cores para a carroçaria para combinar com doze jantes (14’’ a 18’’), numa filosofia transplantada para o habitáculo com uma multiplicidade de visuais e ainda onze designs distintos para os bancos

O espaço promete ser um dos destaques a bordo, afirma a marca, tanto nas áreas para os ocupantes como na capacidade da mala, que subiu de 280L para 351L. A lista de opcionais inclui ainda diversas formas de enriquecer a experiência dos ocupantes , como o sistema Air Care Climatronic ou um generoso teto panorâmico. Nas tecnologias está outro aspecto com que o novo Volkswagen Polo se quer distinguir dos concorrentes, algo demonstrado pela possibilidade de contar com o carregamento wireless mas especialmente na apresentação das informações. Assim este automóvel fica responsável pela estreia em todo o Grupo Volkswagen do novo digital cockpit, que promete funcionalidade e facilidade de utilização inéditas no segmento. Junta-se ainda a revolução no infotainment com as mais recentes evoluções da marca a estarem disponíveis à distância de um toque nos ecrãs entre 6,5’’ e 8’’, e com a VW a dizer que oferecem uma imagem tão cristalina como um smartphone de alta gama. A inclusão destes novos suportes visuais teve ainda um impacto nas linhas, mais limpas, e ainda por oferecer ao novo Volkswagen Polo um aspeto mais tecnológico.

 

Mas a vertente da inovação abarca outras áreas do novo Volkswagen Polo, onde não poderiam deixar de estar contempladas as assistências ao condutor, onde existe a intenção de trazer para este segmento soluções até agora exclusivas de gamas mais altas, integradas em modelos como o Golf e o Passat. Aqui destaque para a otimização de algumas tecnologias já integradas anterioremente, como o Cruise Control Adapatativo que agora funciona até aos 210km/h. . A salvaguarda em diversos momentos de condução fica ainda a cargo de sistemas como o limitador de velocidade e o Front Assist com travagem de emergência em cidade e monitorização de peões, a que se juntam opcionais como a deteção de ângulo morto e o Park Assist para entrada e saída de lugares de estacionamento em modo semi-autónomo.

A Volkswagen anuncia que a gama internacional de motorizações terá potências entre os 65CV e os 150CV para cinco blocos a gasolina e dois diesel, que estão mais eficientes que na anterior geração e contam com a tecnologia Start & Stop. Embora ainda não tenhamos informações sobre qual será a oferta nacional, a gama a gasolina começa com o 1.0 MPI de 65CV e 75CV, apenas com caixas manuais de cinco velocidades. Depois surgem as opções de 95CV e 115CV do 1.0 TSI que, tal como o 1.5 TSI de 150CV, podem contar com a transmissão automática DSG de sete velocidades. A possibilidade de escolher entre caixas manuais de seis relações ou a referida DSG também existe internacionalmente na variante mais potente da gama diesel, onde o 1.6 TDI de 95CV está acompanhado de outra opção mais frugal, com 80CV.  A esta oferta junta-se ainda uma versão a gás natural 1.0TGI de 90CV

 

Também já revelada foi a imagem do topo de gama, o Polo GTI, para quem estão anunciadas doses-extra de desportivismo e emoção ao volante graças à potência de 200CV do motor 2.0 TSI. O novo Volkswagen Polo chega à maioria dos países europeus perto do final do ano, prevendo-se, tendo em conta esta calendarização, a presença em setembro no Salão de Frankfurt.

 

Partilhar