Hyundai i30 N com 275CV revelado

Texto: Nuno Fatela

Já foram dadas a conhecer as informações sobre o primeiro modelo da divisão de performance da marca coreana. O Hyundai i30 N chega ao mercado perto do final do ano e estará disponível com duas versões de 250CV e 275CV.

  • Motor 2.0 com 250Cv ou 275CV. Binário de 353Nm
  • 6.1 segundos dos 0 aos 100km/h e no máximo 250km/h
  • Caixa manual de seis velocidades e tração dianteira
  • Diferencial autoblocante
  • Launch Control e ‘Rev Matching’
  • Visual mais agressivo, com luz de travão triamgular no spoiler
  • Volante “N” com dois botões para escolher os modos de condução
  • Chega ao mercado europeu perto do final do ano

 

Já é conhecida a primeira aposta da N-Performance, a nova divisão dedicada aos desportivos da Hyundai que escolheu para a estreia o novo i30 de cinco portas. E assim nasce o Hyundai i30 N, onde a letra N do novo departamento remete para o fabrico em Namyang e ainda para o formato das chicanes dos circuitos desportivos. O novo concorrente no segmento dos compactos desportivos de tração dianteira (onde o Type-R é o atual recordista em Nurburgring) foi “desenvolvido com nenhum outro propósito além de entregar o máximo de diversão ao volante anos nossos clientes num pack de alta performance acessível”, afirma Albert Biermann, responsável pela “N”.

O antigo líder da BMW M indicou ainda que a nova derivação mais poderosa do i30 tem o papel de aumentar a atratividade e lado emocional dos carros da marca asiática, com veículos “concebidos para aqueles que enquanto conduzem adoram ter um sorriso na cara e ouvir o som do motor”. Com chegada ao mercado no final de 2017, o Hyundai i30 N foi criado a partir de três parâmetros-chave: viragens, capacidades em pista e carro desportivo para o dia-a-dia. Procurará portanto aumentar as batidas cardíacas à medida que as rotações e velocidade também sobem, revelando ainda o lado mais agressivo do design da Hyundai.

Design Exterior

O Hyundai i30 N combina elementos transversais à gama, como a grelha em cascata, com um visual claramente de inspiração desportiva. Com a distância ao solo a descer em comparação ao i30, a ideia passa por alcançar um perfil com maior eficácia aerodinâmica, algo para que são essenciais o splitter dianteiro e o spoiler na retaguarda. O testemunho que estamos na presença de um modelo mais poderoso fica ainda a cargo das entradas de ar mais volumosas no para-choques dianteiro, enquanto a traseira passa a contar com duas saídas de escape nas extremidades e aquele que é o mais singular dos traços do Hyundai i30 N, a luz triangular de travão inserida no spoiler superior.

As jantes com logo “N” de 18’’ ou 19’’ diminuem a altura em comparação ao i30 em 4mm ou 8mm, e escondem as pinças de travão a vermelho. Falando da pintura, estão disponíveis seis tons diferentes, cujo impacto sai beneficiado pela combinação com a envolvência escura das óticas e o acabamento preto para a secção inferior das laterais, os retrovisores e o spoiler.

 

Design Interior

O destaque a bordo vai para dois elementos, que são o volante e os bancos desportivos “N”. Responsável pela ligação entre homem e máquina, o volante com logo da divisão de performance na parte inferior agrupa os comandos em duas secções, e se na esquerda podemos optar entre os modos de condução Eco, Normal e Sport, do lado direito temos o botão com bandeira de xadrez para os modos ‘N’ e ‘N Personalizado’ e ainda o botão para o sistema ‘Rev Matching’. Para conferir homogeneidade ao estilo a bordo, os seus acabamentos contrastantes em azul são ainda transplantados para a manete das mudanças, que tem um punho redondo com o logo que anuncia que este é o desportivo Hyundai i30 N.

Acomodado em bancos desportivos com grande apoio lombar e a indicação da divisão de Namyang, o condutor encontra à sua frente um painel de instrumentos desenhado para os fãs dos desportivos. Com velocímetro e conta-rotações específicos, existem ainda indicações luminosas vão revelar o momento exato para as passagens de caixa. A marca coreana explicou ainda que a zona com luz vermelha vai-se adaptando consoante dois parâmetros, a temperatura do óleo e a forma como o carro é conduzido. A bordo encontra-se ainda um painel de infotainment com 5’’ (ou de 8’’ em opção), que é compatível com dispositivos Apple e Android e que permite configurar os comandos individualizados do modo N pessoal. Além disso, oferece informações como potência, binário e turbo, a que se juntam as funções que contabilizam a aceleração e tempos por volta.

 

Mecânica

O coração deste desportivo é o bloco 2.0 Turbo T-GDI disponível com duas variantes que às 6000RPM atingem 250CV ou 275CV (muito próximo do 308 GTI que testámos recentemente), ambas com um binário que ascende a 353Nm entre as 1450 e as 4000RPM. Existe ainda uma função ‘Overboost’ que aumenta momentaneamente o binário em 6% e a potência em 8%. Ambos com uma velocidade máxima de 250km/h, o mais potente ascende aos 100km/h em apenas 6,1 segundos e a outra versão demora mais três décimos de segundo. Está disponível apenas uma caixa de seis velocidades manual, que recorre a um diferencial autoblocante eletrónico para gerir a potência no eixo dianteiro antes enviar rumo aos pneumáticos Pirelli P-Zero. Este E-LSD permite alcançar velocidades até 5% mais alto durante as curvas.

Além deste vídeo com Thierry Neuville a testar o novo i30, pode ver neste link as gravações das derradeiras fases de desenvolvimento em Nurburgring.

 

O novo Hyundai i30N conta ainda com soluções como o Launch Control e o ‘Rev Matching’ (que ajusta as rotações para maior suavidade e um feeling desportivo nas passagens de caixa e é utilizado também pela Nissan, BMW e Porsche), a que se juntam o Controlo Eletrónico da Suspensão e o ESP que são adaptáveis às diversas modalidades de condução. Para que o condutor esteja sempre inspirado ao volante, existem ainda duas soluções que otimizam a acústica, e que são o gerador de som do motor no habitáculo e ainda a abertura variável das válvulas de escape. Uma última referência para os reforços do chassis e suspensão do Hyundai i30 N, onde se destaca a barra estabilizadora na retaguarda.

De referir ainda algumas das assistências de segurança que a marca destaca no primeiro desportivo da divisão N. Entre os sistemas encontram-se a travagem de emergência, manutenção de faixa acima dos 60km/h, reconhecimento de sinais de trânsito e comutação da iluminação. Existe ainda a monitorização da atenção do condutor, mas duvidamos que alguém fique aborrecido e com sono a bordo do Hyundai i30 N, o novo concorrente na acérrima luta dos desportivos compactos de tração dianteira.

Modos de condução do Hyundai i30 N

Components Botão Modo condução Botão N
Eco Normal Sport N N Personalizado
Motorização Resposta do Motor Eco Normal Sport Sport+ Normal / Sport / Sport+
Rev Matching Off Normal Sport Sport+ Off / Normal / Sport / Sport+
E-LSD Normal Normal Sport Sport Normal / Sport
Som do Escape Eco Normal Sport Sport+ (with after-burn sound) Normal / Sport / Sport+
Gerador do som Normal Normal Sport Sport+ Depende do modo do motor
Chassis Controlo eletrónico da suspensão (ECS) Normal Normal Sport Sport+ Normal / Sport / Sport+
Direção Normal Normal Sport Sport+ Normal / Sport / Sport+
Controlo de Estabilidade (ESC) Normal Normal Normal Sport Normal / Sport / Off

 

Partilhar