Mobieco

Ford Transit vai ter versão híbrida

Texto: Nuno Fatela

Com a marca americana a indicar que este é o único modelo nesta faixa do mercado com uma modalidade que combina motores elétrico e de combustão, a Ford Transit PHEV recorre a um Ecoboost 1.0L como extensor de autonomia e entra em comercialização dentro de dois anos.

A Ford deu início a uma fase de testes, através de vinte protótipos que vão circular pelas ruas de Londres, para a otimização de uma futura versão de produção híbrida para o furgão Transit. Confirmando novamente a anunciada ofensiva da oval azul no campo dos modelos que recorrem à eletrificação, o objetivo é colocar no mercado esta proposta dentro de dois anos, altura em que já estarão integradas as otimizações resultantes da recolha de dados de performance em tempo real através das informações de telemática obtidas por múltiplos sensores.

Motor

A configuração da Ford Transit PHEV contempla um motor elétrico  que recorre à eletricidade armazenada nas baterias (para 50km de emissões 0) e fornecida pelo bloco a gasolina Ecoboost 1.0L que funciona como extensor de autonomia. Segundo a marca afirma, será possível alcançar um registo de C02 inferior às 50g/km, a que se juntam valores de 0.06g/km de NOx, abaixo dos valores de 0.08g/km das variantes diesel. A incorporação dos novos componentes significa que será possível transportar menos 200kg, mas como uma das preocupações foi garantir o mínimo impacto no formato do espaço de carga o furgão vai manter a capacidade de transportar mais de uma tonelada de peso.

 

Partilhar